Segunda-Feira, 17 de Maio de 2021 @ 07:31

Tendências | Receita digital de rádios locais pode avançar 9,7% em 2021. Off-line também terá trajetória positiva nos EUA

São Paulo - Levantamento da BIA Advisory Services aponta que o digital é um caminho de crescimento para o rádio no pós-pandemia. Os dados são relativos ao mercado dos EUA

Publicidade

Mais um levantamento referente ao mercado de rádio dos Estados Unidos dá uma pista de que o digital pode ser uma alternativa para um crescimento de receitas no pós-pandemia. Segundo a BIA Advisory Services, o rádio local norte-americano deverá ter um acréscimo de 9,7% de faturamento digital em 2021, isso comparado ao ano anterior. O levantamento aponta também que a receita “do ar” das emissoras também continuará avançando até 2022, mas ainda abaixo do nível pré-pandemia da covid-19. Recuperação ocorre com base numa maior estabilidade econômica em 2021 nos Estados Unidos. Acompanhe:

adstexto

"A estrela que brilha continua sendo a receita de publicidade digital online do rádio, que ultrapassará o crescimento over-the-air neste ano e no futuro. Os grupos de radiodifusão que investiram e orientaram suas empresas para o digital se beneficiarão mais rapidamente com essa previsão", afirma o economista-chefe da BIA, Mark Fratrik, em reportagem do portal norte-americano Inside Radio.

É sempre importante considerar que a queda brusca observada em 2020 pelos mais diferentes levantamentos tem relação com a fase aguda da pandemia do coronavírus, não sendo algo exclusivo da indústria de rádio. Partido desse aviso, é possível ver que o tamanho do declínio pode não ser tão grande quanto alguns anteciparam com base no que algumas empresas públicas relataram no ano passado, alerta a reportagem do Inside Radio.

Neste caso, a BIA estimou que a receita total de publicidade via FM/AM (pelas ondas terrestres) caiu para US $ 9,7 bilhões, um declínio de 23,6% em comparação com os US $ 12,8 bilhões faturados pela rádio local em 2019. A boa notícia é de que as receitas de publicidade via ondas para o rádio voltarão a crescer em 2021 e seguirá evoluindo em 2022, segundo a BIA.

Já as receitas de publicidade digital nas estações demonstraram uma força contínua, com apenas uma ligeira queda para US $ 939 milhões em receitas em 2020 contra US $ 1 bilhão em 2019. Já para 2021, com o setor norte-americano em recuperação, a receita digital das emissoras deve retornar para US $ 1 bilhão, se recuperando da crise.

É fato que a receita de publicidade digital para as emissoras de rádio ainda está em um patamar bem abaixo do que é faturado no modelo tradicional, via ondas terrestres (FM ou AM). O mesmo ocorre com a parcela de audiência concentrada entre os ambientes off-line e on-line, porém nos dois casos, a previsão desde 2020 é positiva para quem trabalhar seus canais digitais, sendo um complemento importante de suas atividades. No período agudo da pandemia nos EUA, alguns grupos de rádios melhoraram os seus balanços na crise devido à receita vinda do on-line.

Ainda segundo relatório da BIA Advisory Services, a previsão de publicidade local 2021 nos Estados Unidos, considerando a receita total de anúncios locais em todas as mídias, chegará a US $ 137,5 bilhões em 2021. O valor representa um aumento de 2,5% ano a ano em relação à estimativa final pós-covid-19 da empresa para 2020 de US $ 134,1 bilhões. Segundo o Inside Radio, isso reflete que as empresas estão começando a se adaptar e se recuperar dos pontos baixos da pandemia.

Já para países como o Brasil, perspectivas mais otimistas podem surgir a partir do segundo semestre deste ano, caso o processo de vacinação da população evolua, possibilitando uma abertura real da economia, influenciando diretamente no varejo (fundamental para o rádio local brasileiro). Seja aqui ou nos Estados Unidos, executivos da indústria de rádio já apontavam a vacinação contra a covid-19 como peça chave na recuperação econômica.


Projeções e consolidação do faturamento do rádio local norte-americano / crédito: BIA Advisory Services

Veja também:
> Veja aqui mais notícias sobre o atual momento do rádio em diferentes países
> Confira também as principais tendências para o setor de rádio e tecnologia

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.

https://www.tudoradio.com/noticias/ver/25410-tendencias-receita-digital-de-radios-locais-pode-avancar-97-em-2021-off-line-tambem-tera-trajetoria-positiva-nos-eua