Sexta-Feira, 27 de Julho de 2012 @ 08:01

Pirataria atrapalha lançamento da Rádio Brasil Atual na Grande São Paulo

São Paulo – Rádio tem inicio das operações programado para dia 3 de agosto

Publicidade

A futura Rádio Brasil Atual FM 98.9 de Mogi das Cruzes (Grande São Paulo) iniciou seus trabalhos em formato de testes no final do mês de junho, apenas ligando seu transmissor e medindo o alcance de seu sinal na região metropolitana da capital paulista. Com estréia definitiva marcada para o próximo dia 3 de agosto a FM vem enfrentando problemas para operar na Grande São Paulo devido o elevado número de rádios clandestinas que operam na frequência 98.9 FM, canal que foi destinado à operação da Brasil Atual. Esse problema não é uma situação exclusiva da nova FM.

Segundo reportagem da Rede TVT, emissora de televisão controlada pelo mesmo grupo que será responsável pela Rádio Brasil Atual, não é possível captar o sinal da 98.9 FM em vários pontos de São Paulo e região metropolitana. Em São Bernardo do Campo, por exemplo, são sintonizadas duas FMs clandestinas nesse mesmo canal, sendo uma de programação religiosa e a outra com finalidades comerciais. Essas emissoras piratas também causam interferências entre si, além de anular a captação da Brasil Atual mesmo com a rádio realizando testes de sinal.
 
O problema enfrentado pela Rádio Brasil Atual antes mesmo de sua estréia também ocorre com FMs que já estão no ar há décadas no mercado de rádio de São Paulo. É comum encontrar rádios clandestinas ocupando canais adjacentes às frenquencias utilizadas legalmente pelas FMs paulistanas. O Tudo Rádio.com já acompanhou em 2011 casos registrados pelo C.I.P.I. (Centro de Investigação e Prevenção de Interferências) onde rádios piratas utilizavam o mesmo canal FM de uma estação legalizada de São Paulo. Essa situação foi observada em São Bernardo do Campo onde uma rádio clandestina operava em 94.1 FM, mesmo canal da extinta Oi FM (hoje Bradesco Esportes FM).
 
O empresário Eduardo Bento Domingos Neto, especialista no assunto, destaca que além de gerar problemas na comunicação entre aeronaves e aeroportos (entre outros serviços), a radiodifusão pirata também causa prejuízos às FMs legalizadas, estações que para operar pagam impostos para realizarem suas operações e perdem acordos comerciais quando possuem seu alcance prejudicado por uma FM clandestina. Com as interferências as rádios legalizadas deixam de operar em determinados pontos da cidade, desestimulando o investimento de clientes em anunciar seus produtos/negócios nas estações em FM.
 
A reportagem da Rede TVT afirma que 90% do alcance da futura Rádio Brasil Atual (que tem seu sistema irradiante instalado em Mogi das Cruzes) está prejudicado devido a presença de FMs clandestinas em 98.9 FM e canais adjacentes.
 

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.

https://www.tudoradio.com/noticias/ver/7687-pirataria-atrapalha-lancamento-da-radio-brasil-atual-na-grande-sao-paulo