Quinta-Feira, 21 de Março de 2013 @ 10:03

Viva FM muda orientação artística em Rio Preto

São José do Rio Preto – Emissora adotou programação voltada ao segmento adulto-contemporâneo

Publicidade

A Viva FM 101.7 de Onda Verde está executando uma nova programação desde a semana passada. A rádio, que desde sua inauguração seguia o padrão popular, passou a ser uma rádio com segmentação adulto-contemporâneo, mudando o foco de sua orientação artística. A emissora também conta com novidades em sua estrutura física.

Desde o início do mês, a rádio está com estúdio em São José do Rio Preto, cidade onde conta com excelente sinal e vai focar sua área comercial. A emissora é a única da cidade a adotar o segmento adulto, já que as demais são voltadas ao público pop/jovem e popular. Segundo a emissora, a mudança foi estratégica para aumentar a visibilidade da marca na região.
 
A Viva FM vem divulgando a mudança de segmentação em suas páginas oficiais nas redes sociais. A emissora divulgou ainda que a mudança na programação é “destinada ao público que aprecia a boa música”, enfatizando a execução de músicas principalmente das décadas de 80 e 90.
 
Além da Viva FM de São José do Rio Preto, o grupo que controla a emissora também tem a Viva FM 105.7 de Bebedouro. Esta emissora já mantinha a orientação artística adotada pela co-irmã, contando com programação voltada ao público adulto.
 
Colaboração Cleber Xavier e Marcelo Cabrelli

Teste
Carlos Massaro

Carlos Massaro atua como radialista e jornalista. Já coordenou artisticamente uma afiliada da Band FM (Promissão/SP) e trabalhou como locutor na afiliada da Band FM em Ourinhos/SP e na Interativa de Avaré/SP e como jornalista na Hot 107 FM 107.7 de Lençóis Paulista/SP e na Jovem Pan FM 88.9 e Divisa FM 93.3 de Ourinhos. Também é advogado na OAB/SP e membro do Comitê Jurídico da AESP e da Comissão de Direito de Mídia da OAB de Campinas/SP. Atua pelo tudoradio.com desde 2009, responsável pela atualização diária da redação do portal.

https://www.tudoradio.com/noticias/ver/8869-viva-fm-muda-orientacao-artistica-em-rio-preto