Segunda-Feira, 30 de Dezembro de 2019 @ 08:02

Tendências | Distribuição de conteúdo multiplataforma deve pautar mercado de rádio em 2020 e será decisiva nas estratégias das emissoras

São Paulo - Avanço da tecnologia terá peso ainda maior nas estratégias do rádio no Brasil, acelerando mudanças que já estão em curso no mercado

Publicidade

Se assuntos como a geração de conteúdo multiplataforma já pautavam o mercado de rádio neste ano e também em 2018, a tendência de que isso seja ampliado em 2020. Várias mudanças tecnológicas e no hábito de consumo da população que já estavam em curso devem ser aceleradas neste ano novo que se inicia. Apesar da resiliência do FM no Brasil e no mundo, a atuação em ambientes digitais por parte das emissoras está longe de ser um opcional, sendo um complemento indispensável na distribuição de conteúdo. Entenda:

adstexto

O consumo de conteúdos digitais devem ser ampliados para novos níveis em 2020. Isso é desenhado com base no crescimento do áudio nos anos anteriores, ganhando uma dinâmica de destaque em 2019 com o avanço do podcast e também do streaming. Ouvintes estão cada vez mais acostumado em procurar o conteúdo de uma rádio em multiplataforma e isso inclui a disponibilidade da tradicional programação ao vivo do FM/AM em diversos ambientes digitais, em diferentes dispositivos.

Essa ampliação do consumo digital ocorre em paralelo ao consumo "offline", ou seja, o público não faz distinção de plataformas, indo atrás de marcas e experiências que são confiáveis para ele. Isso amplia a necessidade das emissoras de rádio serem encontradas em diferentes ambientes, com a adoção de distribuição de seu conteúdo multiplataforma, independente se irá focar apenas em áudio ou investirá em áudio e vídeo.

A expectativa de crescimento no consumo digital é baseada em séries de pesquisas recentes (realizadas aqui e lá fora) e pelo avanço tecnológico. E o avanço do consumo digital já ocorre antes mesmo da adoção de novas tecnologias de conexão, como o 5G (apontado como um divisor de eras no avanço digital). 

Recomendamos:
> Com áudio em alta, Kantar prevê o rádio como uma das apostas de mídia para 2020
> Digital é caminho para crescimento em 2020, aponta gestores de grupos norte-americanos
> Artigo: As notícias para o rádio são positivas, mas é preciso ação por parte das emissoras

Presenças de smart-speakers (caixas de som inteligentes) no Brasil, carros conectados, maior uso dos já populares smartphones, fones de ouvido sem fios com inteligência artificial, maior uso de comandos de voz, entre outros dispositivos, ampliam a necessidade de presença do rádio nesses ambientes, mas também geram novas oportunidades para o mercado. 


As famosas caixas de som inteligentes, estas que estão chegando ao mercado brasileiro

E o tudoradio.com seguirá acompanhando e contando essa evolução em 2020. Neste ano de 2019 o portal liberou duas áreas especiais que reúnem matérias que mostram o atual momento do rádio e também detalha as tendências para o setor. E a redação também irá participar dos principais eventos de rádio para detalhar essas novidades, como o NAB Show 2020, SET Expo 2020, entre outros.

O portal também contará com novidades, como uma nova versão de seu sistema de rádios ao vivo, além de novas aplicações para celulares e outros dispositivos.

Vale conferir:
> Veja aqui mais notícias sobre o atual momento do rádio em diferentes países
> Confira também as principais tendências para o setor de rádio e tecnologia

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.

https://www.tudoradio.com/noticias/ver/22779-tendencias-distribuicao-de-conteudo-multiplataforma-deve-pautar-mercado-de-radio-em-2020-e-sera-decisiva-nas-estrategias-das-emissoras