Sexta-Feira, 24 de Abril de 2020 @ 07:34

Em período de alta no consumo, qualidade do streaming das rádios é aprovada por ligeira maioria em enquete do tudoradio.com

São Paulo - Para 58% dos participantes o streaming das rádios brasileiras é bom ou ótimo. Pergunta foi referente a conexão e qualidade de áudio

Publicidade

O consumo de streaming de rádio no Brasil apresentou uma alta desde o início do isolamento social motivado pela pandemia do coronavírus. Mas antes dessa fase, o tudoradio.com questionou a sua audiência sobre a qualidade de áudio e conexão desse serviço disponibilizado pelas rádios brasileiras. E para ligeira maioria, 58% dos participantes, o áudio digital ao vivo das emissoras é aprovado, sendo considerado de boa ou ótima qualidade. Mas a percepção originada da enquete indica que ainda é preciso melhorar o serviço. Acompanhe:

adstexto

Para 29% dos participantes da enquete, o streaming de áudio ao vivo das rádios brasileiras é de ótima qualidade, considerando que "nos últimos anos houve uma melhora na qualidade de som e conexão". Outros 29% consideram bom o serviço, concordando que "a maioria das emissoras conta com um serviço de boa qualidade de áudio e/ou conexão".

Porém, outros 29% consideram o streaming regular, concordando com a afirmação de que "ainda precisa melhorar o serviço. São poucas com boa qualidade de som e/ou conexão".

Já 13% dos participantes não aprovam o serviço oferecido atualmente pelas rádios na internet, concordando com a afirmação de que "ouvir rádio via streaming ainda é uma tarefa complicada no Brasil".

Análise: Streaming de áudio é um complemento importante

O streaming de áudio ao vivo de rádios é um serviço complementar ao que é oferecido pelas emissoras em FM e AM, constituindo numa ampliação do alcance de atuação das estações. Com ele, o ouvinte tem a possibilidade de utilizar mais dispositivos como "receptores", como o celular sem recepção de FM, computadores, entre outros equipamentos com conexão de internet.

Em muitos casos o ouvinte não diferencia se está ouvindo pelo streaming ou pelo dial, o que amplia a importância complementar do serviço. E isso ficou evidenciado durante a pandemia da covid-19, onde foram constatadas mais conexões ao áudio digital ao vivo das rádios em praticamente todo o planeta.

Há uma expectativa da audiência para uma boa qualidade de áudio e conexão no streaming, já essa experiência positiva costuma ser percebida no dial FM ou também em outros serviços de áudio digitais (como plataformas de música e outros formatos de áudio).

O serviço também é uma fonte de monitoramento da audiência da rádio, já que oferece estatísticas que podem ser úteis para o planejamento das emissoras. E, numa tendência já apontada por várias pesquisas, pode virar uma fonte interessante de receita adicional para as estações.

Outro ponto que ficou evidenciado de necessidade da melhora do serviço no Brasil foi a não antecipação a mudanças importantes na compatibilidade do streaming. Uma atualização recente do Google Chrome (navegador mais utilizado em smartphones Android e também em computadores) dificultou o acesso ao áudio de grande parte das emissoras brasileiras.

Recomendamos:
> Nielsen: Maioria dos consumidores esperam que o conteúdo de áudio seja sempre gratuito. Situação potencializa anúncios
> Avanços tecnológicos e interesse do público impulsionam o crescimento do áudio digital
> Estudo da Strategy Analytics aponta como que o rádio pode manter a sua relevância em automóveis conectados

A enquete

O tudoradio.com fez a seguinte pergunta para a audiência: "Como você, ouvinte de rádio via streaming, classifica esse serviço oferecido pela sua emissora preferida?"

Vale ressaltar que a enquete não conta com processo científico de avaliação, sendo apenas uma forma de saber como foi o comportamento dos visitantes do portal perante o tema proposto.

A enquete esteve em vigência entre a segunda quinzena de janeiro novembro até a última segunda-feira (20). E o número total de votos foi de 382.

Outras enquetes recentes:
> Em enquete, formatos adultos lideram nas previsões de expansão no rádio brasileiro em 2020
> Em enquete, música é o conteúdo de rádio preferido para 68% dos participantes

A próxima enquete: programação de rádio e a covid-19

Pesquisas realizadas nos Estados Unidos e no Brasil indicaram quais os motivos que levam os ouvintes a sintonizarem as suas rádios preferidas durante o período de pandemia do novo coronavírus. E, com base nessa situação, o tudorádio.com está perguntando sobre como uma rádio deve abordar o tema em sua grade.

Para participar basta acessar https://tudoradio.com/enquetes ou responder no menu do portal, localizado na lateral esquerda para quem acessa via desktop e tablets.

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.

https://www.tudoradio.com/noticias/ver/23375-em-periodo-de-alta-no-consumo-qualidade-do-streaming-das-radios-e-aprovada-por-ligeira-maioria-em-enquete-do-tudoradiocom