Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Qual o tipo de conteúdo que você prefere consumir no rádio?

Enquete

Terça-Feira, 03 de Agosto de 2010 @

Viajando na Onda - 14ª edição (agosto/10)

Relembre os locais e antigas sedes das rádios de São Paulo. Veja fotos exclusivas tiradas por Lui Riveglini

Publicidade

Um velho prédio da Rádio Record me levou a um oftalmologista, aonde fui por causa de um terçol, e de onde fugi com medo de  tétano. Uma coisa levando a outra, acabei juntando os assuntos nesta crônica. Daí surgiu a idéia de revisitar endereços antigos de algumas rádios. Pesquisei  na lembrança e no google, e para que este texto não ficasse distante de quem não conhece São Paulo, acrescentei algumas fotos, começando por este link: http://www.piratininga.org/record.htm

Se tudo deu certo, você clicou no endereço supra citado, o que significa que capturei um pouco de sua curiosidade. Foi por este mesmo sentimento, curiosidade, e por um outro mais singelo, coceira na pálpebra do olho direito, que fui até o local da foto acima. Eu já havia passado pela Rua Quintino Bocaiúva centenas de vezes, mas só recentemente descobrira que a  Record AM esteve estabelecida ali nos anos 30 do século passado. Então, na procura por um consultório, escolhi propositalmente um médico que atendia na mesma rua, assim aproveitaria para obter a cura para a coceira e para a curiosidade (que não deixa de ser uma coceira).

O oculista era estrábico, um olho no peixe e outro no gato. Isso é apenas uma observação, não foi  o que me assustou. Mas, deixo para revelar as razões da minha fuga no final do texto, assim poupo de meus assuntos pessoais aqueles que acessam o Tudo Rádio exclusivamente por interesses profissionais. Para estes, ofereço o resultado de um passeio que fiz com minha câmera fotográfica, observando como a trajetória arquitetônica de algumas emissoras retrata, de certa forma, as transformações delas próprias e da sociedade.

 Hoje não há mais nenhuma rádio no centro velho de São Paulo. Creio que a última a se mudar dali foi a Eldorado, que ficava no conhecido edifício do Diário Popular, hoje um hotel (foto 1). Perto, no bairro de Santa Cecília,  ainda ficam a CBN e a Globo, na mesma Rua das Palmeiras onde funcionou a TV Paulista, comprada do Grupo Victor Costa nos anos 60 para integrar a Rede Globo. Aliás, as aquisições e mudanças de nome dificultam rastrear os endereços por onde passaram as histórias de tantas empresas e pessoas. Por exemplo, a Rádio Cidade FM ficou durante anos neste prédio da Avenida Paulista (foto 2). Depois mudou-se para outro, na mesma calçada, ao lado do Edifício Grande Avenida, que ainda hoje sustenta a torre da TV Record (onde ocorreu um incêndio que deixou 17 mortos e mais de 100 feridos em fevereiro de 1981). Neste prédio fininho, cor de tijolo (foto 3), a Cidade mudaria o nome para Sucesso, antes de tornar-se BandNews, agora instalada no bairro do Morumbi.

Este site já noticiou que São Paulo terá uma Rádio Disney, ocupando a frequência 91.3, que foi da Manchete FM. A emissora do extinto Grupo Bloch funcionava neste prédio, onde ainda se pode ver sua antena, agora diminuída  por outras nas  vizinhanças (foto 4). Perto dali, na Rua da Consolação, encontramos o primeiro endereço da Antena 1, na época modestamente instalada numa das 3 lojas no térreo do prédio desta foto (foto 5).

Onde estão as emissoras de rádio e TV da Gazeta (foto 6), funciona ainda a Trianon AM, em cujas dependências, numa diminuta sala do tamanho de um banheiro, começou a Mix FM, agora ocupando o andar inteiro de um moderno edifício pertencente ao Grupo Objetivo/Unip. Concorrem com a Mix, na disputa do público jovem, a Metropolitana, que  já esteve instalada neste prédio (foto 7),  e a 89, que não muito tempo atrás ficava na Praça Oswaldo Cruz (foto 8), onde ainda está a Rádio Imprensa, e onde originalmente a 89,1 usou o nome Pool FM.

Não me preocupei em fotografar as localizações atuais das emissoras, porque essas imagens são fáceis de obter, basta procurar o endereço e levar uma câmera. Mais difícil é evitar que se percam informações e curiosidades, como a de que no prédio da Record, na Quintino Bocaiúva, trabalhou uma jovem locutora de voz grave chamada Nair Belo. Isso me faz voltar ao episódio do oculista.

Bem, o fato é que o consultório não me causou boa impressão. Tudo era muito velho e com aparência de mal cuidado. Eu esperava sair dali com uma receitazinha de pomada, mas ao examinar meus olhos, sem usar luvas nem lavar as mãos, o médico recomendou que o terçol fosse lancetado (com bisturi!), procedimento que poderia ser feito ali mesmo, se eu desejasse. O que eu desejei foi cair fora o quanto antes, especialmente depois de ver o local da "operação", com uma daquelas cadeiras antigas de barbeiro. Eu tive a certeza de que trocaria minha pequena inflamação na pálpebra por tétano, me vi internado com infeccão hospitalar.

Enquanto aguardava que a "sala de cirurgia" fosse preparada, eu só pensava num modo de fugir  sem ofender o doutor e a secretária, uma senhora que, apesar de meio surda, era simpática, e certamente deve ter convivido com os artistas da Rádio Record, bem ali ao lado, no século 20. Fingi que meu celular tocou e fui atender lá fora.  Liguei depois para  pedir desculpas pelo imprevisto que me fez sair às pressas. Declinei do convite para marcar nova data para o "procedimento". Pretendo voltar ao local, mas só para contemplar novamente o velho prédio da Record, imaginando as histórias que aconteceram lá dentro, e de lá foram irradiadas, para se perder nas ondas do rádio e do tempo.


Fotos:

01 - Edifício do antigo "Diário Popular", que pertencia ao Grupo "O Estado de São Paulo",- proprietário da Rádio Eldorado.




02 - Antigo endereço da Rádio Cidade, prédio da esquerda.




03 - No prédio "cor de tijolo" a Cidade FM virou Sucesso FM




04 - Edifício onde ficava a extinta Manchete FM




05 - Inaugurada em 1978, a Antena Um ocupava uma das lojas do térreo




06 - Prédio da Fundação Cásper Líbero, sede das rádios e TV Gazeta




07 - A Metropolitana já esteve neste prédio, no centro da foto, hoje está num edifício ao lado




08 - Prédio da Praça Oswaldo Cruz, ex-endereço da Pool, hoje 89 FM

Tags: Fotos, rádios, torres

Colunista
Lui Riveglini

Lui Riveglini é atualmente locutor de comerciais, documentários e videos institucionais, foi voz padrão do canal AXN por 13 anos e também atuou como consultor artístico da Rede Transamérica de Comunicação. Foi apresentador das rádios Transamérica (várias vezes), Jovem Pan FM e Bandeirantes, entre outras. Implantou e dirigiu a Rede Mix de Rádio.

E-mail: [email protected]



Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2001 - 2019 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.