Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Na sua opinião, qual formato de rádio deverá passar por uma maior expansão no número de rádios no mercado brasileiro em 2020?

Enquete

Terça-Feira, 16 de Novembro de 2010 @

A reunião

Dia de reunião de locutores. Aos poucos vão chegando, dois ou três dão um pulinho no estúdio para conversar com o colega que está no ar, outro aproveita para cumprir a escala de gravação

Publicidade

Dia de reunião de locutores.
Aos poucos vão chegando, dois ou três dão um pulinho no estúdio para conversar com o colega que está no ar, outro aproveita para cumprir a escala de gravação, outros põe o papo em dia enquanto saboreiam um cafézinho.
Paira uma certa expectativa.
Em sua sala, o coordenador de cara amarrada olha para o computador, talvez repassando o que vai ser dito ou será que só está no msn?
Os estilos se repetem:
Tem aquela onde o coordenador cobra resultado da equipe enquanto justifica seus erros caçando culpados.
Credita a queda de audiência pela falta de sorriso do locutor da tarde ou a má operação da mesa de som por parte do locutor folguista.
Esse tipo gosta de performances, socos na mesa, cara feia, tudo o que lhe dê alguma sensação de poder diante de sua evidente incapacidade. Nessa espécie o chavão " Vocês precisam vestir mais a camisa da rádio" é inevitável. Esse não tem idéia de que ele seria um importante fator que estimularia o tal "vestir a camisa", seja lá o que isso signifique.
Tem também aqueles que fazem questão de parecer acessiveis.
Costumam usar frases prontas como "A porta da minha sala está sempre aberta" ou "nós somos uma equipe e a opinião de cada um é importantissima", mas quando alguém sugere algo, finge anotar, faz cara de interessado, mas só dura o tempo da reunião.
Terminando esquece tudo até chegar a próxima, onde usará o mesmo discurso.
Ja viu o vaidoso ? Aquele que faz questão de manter uma imagem de "antenado" e acessivel, valendo-se de artificios como o auxilio de escudo humano que geralmente é alguem ambicioso com um pouco mais de atitude, na finalidade de suprir sua real falta de conhecimento.
O tal "escudo", por sua vez, age como pit bull de quintal que morde todos os que aparentarem lhe desafiar(até ouvintes que criticam a rádio), preservando a imagem "cool" do seu chefe.
Mas voltemos a nossa reunião.Chegou a hora.
Todos correm para a sala de reunião a espera do coordenador.
Dez, quinze, vinte minutos e nada. Quarenta, cinquenta minutos depois da hora marcada nosso herói aparece com cara de poucos amigos para evitar que alguém reclame do atraso.
Ninguém fala nada.
- Boa noite - ele começa sem justificar sobre o próprio atraso- estou aqui com o último Ibope. - Para criar suspense ele faz uma pausa e olha a todos com certo sarcasmo.
Eu queria que alguém me explicasse porque caimos tanto? - pergunta como se não fosse ele quem deveria dar tal explicação.
Todos quietos.
- A vontade que da é mandar todo mundo embora e contratar uns moleques que estão saindo do curso porque o que vocês estão fazendo está ridiculo. Alguem tem alguma coisa a dizer? - "Mandar embora" uma das ameaças preferidas dessa espécie.
O silencio paira na sala.
- Vocês tem que ficar mais ligados ! Leiam mais, naveguem na internet, vejam a MTV, vão as baladas....Eu só cheguei onde estou porque sempre estive a frente, sempre fui ligado e nunca me conformei com isso... - Ele começa a se elogiar.
Nessa hora chega o locutor do horário da manhã, desculpando-se pelo atraso.
Apesar de ter chegado somente cinco mintuos atrasado na reunião que começou com atraso de cinquenta minutos, é repreendido:
- Esse seu atraso demonsta total falta de interesse e respeito pela equipe, isso é indesculpável e, da próxima vez vou mandar embora.(a frase de novo) -Claro que o fato de não mencionar seu atraso de cinquenta minutos é só um detalhe.
Enquanto fala, todos ficam quietos. Enquanto busca culpados, não chama a responsabilidade. Enquanto inventa causas, não orienta para que a equipe melhore.
Uma hora depois ele encerra a reunião e todos saem com uma tonelada de peso nas costas, piores do que entraram.
Ninguém melhorou, não motivou, não apontou caminhos e ficou uma hora unicamente transferindo sua responsabilidade para a equipe.
No dia seguinte voltam todos inseguros para o ar. Com medo de errar perdem a criatividade.
Sem saber onde estão errando, não melhoram e, como uma bola de neve, a rádio continuará a cair.
Por mais que eu tenha criado essa história, aposto que muita gente ja viveu algo parecido.
São cobrados, xingados, humilhados por gente despreparada pensando que, tratando sua equipe como animais, melhorarão.
Já presenciei um desses orientando seu "escudo" com a seguinte frase: " Seja mal ! No fim da reunião quero lhe chamar de "Hitler"
Se isso acontece com você, não deixe acontecer.
Procure ser melhor, entender as causas do problema para, com sabedoria,calma e educação, apontar claramente onde estão os erros.
Fazendo isso será respeitado.
Se você é um desses carrasquinhos, saiba que isso não é liderar. Acima de tudo o lider é o exemplo ! De novo: Liderar é , antes de tudo, ser o exemplo. Formar uma equipe tem a ver com conquistar a admiração, confiança e o respeito de seus liderados e isso se dá com exemplo, trabalho e competência. Demora mais, é mais difícil, mas só pode ser assim.
Gritar e dar soco na mesa para garotos amedrontados que só querem manter seu emprego e parco salário não faz de você melhor, muito pelo contrário, demonstra falta de confiança no seu próprio trabalho e lhe afasta da posição de respeito que os verdadeiros lideres necessitam.
É claro que no meio disso, felizmente, tem gente boa. Profissionais que ainda sabem valorizar sua condição e extrair o melhor da equipe, mesmo que as vezes seja necessário ser mais duro.
Esses estão a frente e conseguem formar verdadeiras equipes cheias de motivação e que sabem a razão de estarem naquele caminho. Lembre-se: Motivação é MOTIVO e AÇÃO, motivo para agir, e esse motivo deve ser uma diretriz clara de quem comanda. Motivação não é sortear uma cesta básica ou dar uma camiseta da rádio para seu funcionário.
Falsos lideres vivem sob a ameaça da instabilidade e, agem como meninos com seus liderados, porque não são respeitados de verdade nem por aqueles que lhe deram o cargo. Por isso a tal frase " vou mandar embora".
No rádio existe gente de todos os estilos. Gente boa e nem tanto, sábios e burros, magoados e motivados.
Tenha você posição de comando ou de comandado, procure ser o melhor sabendo que respeito se conquista.
Se as vezes parece difícil, resta o consolo de saber que, no fim das contas, o mercado separa os que são bons dos que só gritam, os que assumem suas responsabilidades dos que caçam culpados, os que sabem pra onde estão indo dos que só andam em circulos.
Pode demorar um pouco, mas um dia, os mandados embora serão eles.

Tags:

Compartilhe!

Colunista
Flavio Siqueira

Flavio Siqueira é escritor e radialista. www.flaviosiqueira.com



Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2001 - 2019 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.