Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Na sua opinião, qual formato de rádio deverá passar por uma maior expansão no número de rádios no mercado brasileiro em 2020?

Enquete

Sexta-Feira, 02 de Junho de 2017 @

Publicidade: O papel importante do meio rádio diante da crise econômica

Publicidade

Em um cenário econômico como este – em meio à crise , em que os anunciantes, em determinados momentos, reduzem a verba, mas mantem a necessidade de resultados - o meio rádio desempenha um papel importante, pois permite a muitas marcas manter sua presença na mídia.

O custo absoluto de veiculação relativamente baixo (comparado a outros meios), a possibilidade de construir frequência, a identificação do público com os comunicadores (aumenta a relevância da mensagem), a dinâmica simples de troca de material (agilidade) e o baixo custo de produção, são alguns dos motivos que podem transformam o meio rádio em uma grande oportunidade de negócio.
 
Mas esses motivos não garantem a manutenção de todas as emissoras no plano.
Então, o que pode diferenciá-las? 
Não quero entrar aqui no mérito de audiência, afinidade, participação no segmento, fidelidade e demais variáveis técnicas, pois estas devem ser avaliadas de acordo com o target, objetivos e mercados a serem trabalhados.
 
Neste momento, minha intenção é chamar a atenção para abordagem comercial, independente da posição da emissora no ranking.
As equipes comercias, os executivos das emissoras, precisam conhecer a fundo o produto que vendem. Seus pontos fortes, fracos, oportunidades, diferenciais, mas também, precisam estar atentos às necessidades de seus clientes.
Cada vez mais agências e clientes buscam soluções em mídia. Precisamos ir além dos 30”. 
É preciso que agência e veículo troquem informações e construam os projetos juntos. 
Tempo, dedicação e muito trabalho envolvidos.
Precisamos de executivos e profissionais de mídia preocupados com o negócio do cliente, com a  estratégia, com o resultado final.
De como a informação será recebida pelo ouvinte, em que momento, com que frequência. Se a mensagem está adequada com a linguagem da emissora, qual o impacto ela causará.
Mas para isso, o mídia precisa ampliar seu pensamento, dar ferramentas para o executivo trabalhar e este, por sua vez, não pode estar preocupado apenas em bater sua meta comercial. 
Sabemos que é um processo muito mais trabalhoso, que dispõe de muito mais tempo, mas por outro lado, são essas ações que tornam possível a manutenção de determinada emissora ou até mesmo do meio no plano final.
 
Além de levar soluções muito mais assertivas para os clientes, esse modelo de trabalho tira o foco da negociação do desconto e o transfere para a adequação da mensagem/relevância.
Não é uma conversa sobre custo e sim sobre valor. E isso, não tem preço. 
Ao final, chegamos em soluções viáveis, rentáveis e que geram resultados.
 
Por Thatiana Almeida - Diretora de Mídia da Master Comunicação. Material publicado com a colaboração da AERP
 
Tags: Crise, inovação, mercado, publicidade, rádio, oportunidade, reinvenção

Compartilhe!

Colunista
Diz aí!

O Diz aí é um espaço que o Tudo Rádio dedica à textos criativos e que contribuem com o crescimento do meio rádio. Se você tem um material que considere ser importante para compartilhar com outros profissionais, mande para a redação do Tudo Rádio dar uma olhada. Após uma análise (sem prazo definido, obedecendo as prioridades da agenda da redação do Tudo Rádio) o texto poderá aparecer aqui, com os devidos créditos. Participe!



Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2001 - 2019 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.