Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Você ouve música no rádio e em mais alguma outra mídia?

Enquete

Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018 @

A sobrevivência do Rádio - 50 dicas para o rádio ser melhor em 2018

Uma lista de 50 ítens que podem ajudar uma rádio a ter um ano melhor em 2018

Publicidade

Em 2017, nós radialistas, os quais realmente amamos o Rádio, ouvimos muitas críticas e condenações ao nosso meio de comunicação. Apesar de algumas pesquisas nos passarem números interessantes de audiência e do comportamento dos ouvintes, tenho de concordar que o Rádio no Brasil está parado no tempo e um pouco ruim. Se uma rádio faz algo novo na sua programação, quiçá algumas exceções, é porque copiou. A mentalidade de muitos gestores ou proprietários de rádios se resume em enxugar o quadro de funcionários e jogar a culpa na internet ou na crise. E eu pergunto: Onde estão aqueles radialistas criativos? Onde estão os comunicadores e locutores que tinham fãs? Por que tantas pessoas me falam que nem ouvem rádio hoje?

O que eu questionei acima não é motivo para trazer programas de 1980 no ar em pleno 2018, mas é para repensar o Rádio no Brasil. Acho que passou da hora de pararmos de fingir que está indo tudo bem. Vamos fazer o rádio realmente enfrentar seus obstáculos com glamour e voltar a ter sua força?       

Por isso, tomei a liberdade de citar abaixo, oxalá, que sejam úteis, 50 dicas de uma gestão simples que o radialista deixou perdido no tempo e resolveu trocar por um “copiar e colar”.

Vamos lá...

01 -  Não seja cópia de outras rádios.

02 -  Chega de jogar a culpa em tecnologias ou terceiros, pois o Rádio não explora nem 60% do que se oferece para seu crescimento. Ou seja, está parado no tempo e acomodado em apenas copiar.

03 - Respeite a cultura regional da sua emissora.

04 - Controle o tempo das inserções na sua rádio. Se o comercial foi vendido de 30 segundos, então que sejam 30 segundos. Por que em um flash de 60 segundos o gerente da loja fala 3 minutos? É praticamente uma música a mais na programação.

05 - Marketing no Rádio vai muito, mas muito além de fazer blitz nas ruas distribuindo adesivos.

06 - Fale a língua da sua região.

07 - Fale no ar sobre a sua região.

08 - Não deixe seu jornalista somente copiar e colar a notícia. 

09 - Pare de tentar ser uma rádio americana. Chega de vinhetas em inglês.

10 - Contrate um ótimo técnico com bom ouvido e regule o som do seu processador.

11 - Contrate um bom técnico e revise sua antena e transmissor.

12 - Nada de tocar música ruim por amizade ou por 1 smartphone.

13 - Chega de fazer sorteios de prêmios que não interessam aos seus ouvintes. Você sabe o que o seu ouvinte quer ganhar?

14 - Ensine o seu locutor a comunicar. Chega de falar correndo, gritando e como um robô. Hoje o locutor precisa ir um pouco além da hora, nome da música, slogan e testemunhal.

15 - Se o locutor não tiver o que falar, não deixe falar. Melhor tocar uma boa música.

16 - Ensine o seu locutor a ler.

17 - Determine um número de músicas desconhecidas ou promocionais na sua programação.

18 - Invista numa plástica padronizada para sua emissora. O simples, mas bem feito também pode ser padronizado e bonito. A plástica tem seu valor e não é só para deixar a programação “bonitinha”.

19 - Pare de falar que a internet é inimiga do Rádio e explore as milhares de oportunidades que ela oferece.

20 - Pare de falar que o iPhone ou outro equipamento é inimigo do Rádio e explore as oportunidades que ele oferece de audiência para a sua emissora.

21 - Melhore, urgentemente, o áudio da sua emissora na internet.

22 - Invista em um site simples, mas que passe credibilidade.

23 -  Invista em um aplicativo simples, mas que seja funcional.

24 - Chega de vender somente comerciais rotativos, ofereça projetos comerciais.

25 - Chega da falta de integração e harmonia entre comercial e artístico. Os dois tem de trabalhar por um mesmo objetivo.

26 - Pare de tratar o break comercial como um “problema” na sua programação. Ele é um conteúdo, o qual pode ser um grande atrativo.

27 -  Desenvolva um processo de trabalho inteligente e estratégico entre OPEC e ARTÍSTICO. O mix entre vinhetas, chamadas e comerciais, com certeza valoriza o seu break.

28 - Chega de deixar as redes sociais nas mãos de estagiários.

29 - Invista em marketing digital.

30 - Cuide da sua marca. Chega de POSTS criados sem uma padronização e que não respeitem a identidade da sua rádio.

31 - Respeite a identidade e posicionamento da sua rádio. Você sabe qual a essência da sua emissora?

32 - Seja uma emissora multiplataforma.

33 - Analise e entenda realmente o que o seu ouvinte quer ouvir.

34 - Tenha bons conteúdos para sua rádio, respeitando aquilo que cabe na sua região e ao gosto do seu perfil de ouvinte.

35 - Pare de mirar em todos os perfis de ouvintes e determine um segmento. Lembro que uma rádio eclética, é sim um tipo de segmento, basta estrutura-la da forma correta.

36 - Faça uma estratégia de vendas correta para o público que você atinge.

37 - Desenvolva um mídia kit que seja flexível e apresente dados reais e positivos da sua emissora. E por favor, mantenha-o sempre atualizado, pois tem vendedor vendendo patrocínios de programas que saíram do ar há anos.

38 - Pare de fazer materiais impressos ou digitais gigantes ou com muitas páginas para vender a sua emissora. O seu cliente não tem tempo de ficar lendo “revistas”.

39 - Desenvolva os seus vendedores e a sua coordenação comercial com cursos e palestras.

40 - Faça promoções que sejam fáceis para a participação dos ouvintes. Lembre-se que uma promoção na internet é apenas com alguns clicks, então não complique.

41 - Renove suas promoções. Se toda páscoa, dia das mães e Natal a sua emissora trabalhar as mesmas promoções dos anos anteriores, então sua emissora é uma empresa em Stand By, ou seja, está pronta para ser trocada.

42 - Motive sua equipe de locutores e comunicadores envolvendo-os nos projetos, afinal, eles são o produto final da sua empresa.

43 - O cliente pode sim sempre ter razão, mas lembre-se que se os seus colaboradores não estiverem bem cuidados, seus clientes nunca serão bem tratados.

44 - Se você fizer parte de uma rede, explore o máximo suas possibilidades de programação local.

45 - Se sua programação é composta por conteúdos de produtoras, busque por conteúdos personalizáveis.

46 - Atenda o seu ouvinte por todos os canais possíveis: Telefone, Redes sociais, Whatsapp, E-mail, em ações pelas ruas, na recepção...

47 - Analise e compreenda todos os tipos de comportamentos de seus clientes e ouvintes, seja por pesquisa ou por simples comentários nas redes sociais.

48 - Não deixe o programador fazer a programação musical somente para ele. Crie um roteiro ou escopo da sua programação.

49 - Pare de criticar se esse ou aquele estilo de música é bom ou ruim, pesquise, se for sucesso e couber na sua programação, toque.

50 - Por último, a rádio pode ser sua, mas não faça ela somente para você. Ouça seus ouvintes, clientes e principalmente colaboradores.

Espero ter cooperado para um rádio mais vivo, criativo e ativo em 2018. Não sabe atuar ou ativar alguns dos pontos acima, fale comigo pelo e-mail e vamos fazer o possível para o rádio ser muito mais ouvido neste novo ano.

Feliz 2018 para todos.

Tags: rádio, dicas, 50 motivos, melhor, ano novo, 2018, ítens

Compartilhe!

Colunista
Cristiano Stuani

Consultor de Marketing e Professor Universitário no Curso de Administração de Empresas. Formado em Administração com Pós em Planejamento e Gerenciamento Estratégico. Foi Diretor de Marketing e Artístico da Rádio Paiquerê FM 98.9 de Londrina, Gestor de Implantação da Rede Kairós FM, além de atuar como assistente de marketing nas Rádios Folha FM 102.1 e Igapó FM 104.5 (ambas em Londrina) e com passagem pela coordenação da 98 FM 98.9 de Curitiba (Grupo GRPCOM).

tudoradio.com © 2001 - 2018 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 18h – seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.