Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Qual o tipo de conteúdo que você prefere consumir no rádio?

Enquete

Quinta-Feira, 10 de Abril de 2014 @ 07:47

Roberto Hais

Papo com Roberto Hais, locutor que passou pelas principais emissoras de São Paulo
Teste

O Tudo Rádio publica a segunda entrevista do ano com um profissional do rádio da capital paulista. Roberto Hais, locutor que passou pelas principais emissoras de São Paulo e que agora atua como locutor da Rádio Disney FM 91.3 e também grava locuções para o canal de TV por assinatura Animal Planet e Disney TV. Ele vai contar um pouco de sua história, curiosidades e expectativas dele em relação ao meio. Boa leitura!

Hais, você é uma pessoa nova, mas que já conta com grande experiência no rádio. Como foi o seu começo?

Rsss...Obrigado pelo “novo” Massaro...Comecei em 1988, após ter feito o curso no Senac com o César Rosa, e logo depois ter a oportunidade de fazer a FM 97 (hoje Energia 97) através da oportunidade dada pelo Sidnei Moreno. Tinha 18 anos. Mas comecei aos 15 anos na FM Imprensa, atendendo o telefone e ajudando na produção do programa de samba apresentado pelo Zé Vicente.

Você sempre trabalhou em grandes rádios como a Jovem Pan FM 100.9, você passou pelas duas fases da 89 FM, como A Rádio Rock e na fase pop. Como foram essas experiências?

Logo depois de sair da FM 97, que era uma rádio rock na época, fui para Transamérica em 1989, que era pop-rock e na sequência para a rádio Cidade, que era beeem popular. Depois fui pra Nova FM que era dance e na sequência para a 89, onde nas idas e vindas fiquei por 10 anos. Passei pela Band FM, Metropolitana, Manchete Gospel, participei do 1º time da Nova Brasil FM, apresentando o “Radar” com a Renata Leite...Quando saí da 89, em 2006, no fim da era rock, fui pra Jovem Pan, onde fiquei por quase 5 anos. A Pan também foi uma experiência incrível, onde produzi muito (já produzia na 89), coordenei afiliadas, enfim...foi a realização de um sonho, pois ouvia o Beto Rivera nos anos 80 apresentando o Hit Parade na Pan, bem como foi um sonho realizado trabalhar na Rádio Cidade com o Bob Floriano...cresci ouvindo o Bob, e tive a honra de trabalhar com ele (mesmo por pouco tempo). Precisava de desafios quando pedi demissão da Jovem Pan...e esse desafio foi me dado pelo Marcos Vicca quando implantou a Rádio Disney aqui no Brasil, onde estou até hoje.

Você chegou a trabalhar em alguma rádio fora da capital paulista?

Trabalhei na FM 90 de Itú (na época Periscópio FM) em 1988, mas logo fui chamado para a 97.

Acredito que você foi um dos primeiros locutores a ser contratado pela Rádio Disney FM 91.3, que tem uma programação mais eclética. Você sentiu alguma diferença no começo?

Então, quando saí da Pan, em 2010, precisa fazer algo diferente na locução... e a Rádio Disney, tem essa proposta de fazer desde a comunicação, até a sequência musical de uma maneira diferenciada...Todo dia é diferente! É uma rádio que não se prende a fórmulas...

Falando do projeto da Rádio Disney, como você vê essa linha adotada pela rádio, que é uma rádio voltada a um público mais novo e tem uma programação mais diversificada, tocando vários ritmos?

Nós já temos o público novo, essa galera curte tudo...desde Luan Santana, Charlie Brown Jr, Avicci, e por aí vai e porque não tocar U2, e sons dos anos 90 que os pais desse público curtem? Tá dando certo!. O resultado esta aí...no último Ibope, entre as 20 primeiras colocadas, a Rádio Disney foi a rádio que mais cresceu em audiência.

Nos últimos meses notamos um aumento de audiência das rádios chamadas “jovens/pop”, na qual a Rádio Disney se enquadra. Na sua opinião, o que pode ter ocorrido para esse crescimento?

As rádios “pop/jovens” tocam as mesmas músicas! Então qual o diferencial? Alguns elementos musicais, como o Waguinho tá fazendo na Metropolitana, humor e promoções como a Mix, a Rádio Disney e as demais estão fazendo de maneira bem feita.

A marca Disney é muito forte em todo o mundo. Você, como locutor, sente essa pressão de representar um nome tão forte?

Não é pressão...é responsabilidade de levar e representar o nome Disney de uma maneira ética! Sou colaborador da maior empresa de entretenimento do mundo. A Rádio Disney existe em todos os estados americanos e em toda a América Latina, isso já faz você criar uma responsabilidade natural com o tamanho da companhia.

Existem diferenças no trabalho da Rádio Disney com as demais que você já atuou?

Totalmente! Na Rádio Disney você faz questão de entrar no ar de uma maneira legal e preparada, pois tem liberdade de comunicar. Eu não entro no ar, sem dar um conteúdo. Não posso apenas por exemplo desanunciar músicas, falar a hora e partir pra próxima música...isso não é permitido.

Além do rádio, você também faz locuções para a TV paga. Qual é o canal e como é esse trabalho?

Então, gravo algumas locuções esporádicas pro Disney Channel, e também chamadas pro canal Animal Planet (voice over). Curto demais.

Como você vê essas mudanças que estão ocorrendo no rádio do Brasil, como a migração das AMs e a provável digitalização das FMs?

Isso já existe nos Estados Unidos e Europa...o Brasil tá atrasado, mas já é um avanço e quem vai ganhar é o público, pois terá mais geradores de conteúdo. Vai se sobressair quem fizer um trabalho bem feito.

Para encerrarmos essa entrevista, como um profissional experiente na área, o que você daria de conselho para quem está começando e para quem está querendo trabalhar em rádio?

Massaro, dei aula de locução no SENAC durante 15 anos...parei por falta de tempo, e dizia aos alunos que a forma de comunicar está passando por uma mudança...rádio FM vai parar de ser um grande ipod, como é hoje...a competição com os smartphones, onde você vê a hora e tem suas músicas preferidas todas juntas fez com que os coordenadores busquem alternativas pra ter audiência, conversão de mídias, etc, além de ser um meio de curtir músicas muito solitário(os smartphones). Então, pra mim, a saída é a comunicação. Pra quem já está trabalhando e quer comunicar bem, primeiro, conheça pra quem está falando, depois fale bem a língua portuguesa, e por último, se muna de informações (outra língua,e principalmente no que seu público quer de você, no caso, um amigo) e pra quem vai fazer rádio, dou meu exemplo..desisti de muitas coisas pra fazer comunicação e sou muito feliz, pois fui atrás do meu sonho.

Grande abraço e parabéns pelo seu trabalho e pelo profissionalismo.

Tags: Roberto Hais, locutor, São Paulo, Rádio Disney, Jovem Pan FM, 89

Compartilhe!

Teste
Carlos Massaro

Carlos Massaro atua como radialista e jornalista e é formado em Direito. Já coordenou artisticamente uma afiliada da Band FM (interior de São Paulo) e trabalhou como locutor em outra retransmissora da Band FM e na Interativa de Avaré. Atua pelo tudoradio.com desde 2009, responsável pela atualização diária da redação do portal.



Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2001 - 2019 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.