Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

O áudio digital está crescendo em consumo. Isso inclui o streaming das rádios. E ai? Os streamings das suas estações preferidas estão...

Enquete

Quarta-Feira, 07 de Outubro de 2015 @ 17:03

27º Congresso | ABERT realiza proposta de preço para a migração das AMs para a faixa FM

Brasília - Proposta da ABERT fixa um preço para a migração em São Paulo como base de comparação

Publicidade
O último painel do 27º Congresso Brasileiro da Radiodifusão realizado hoje (7) em Brasília contou com as participações de Rodrigo Zerbone (presidente do GIRED / Anatel) e de Luiz Roberto Antonik (ABERT), tendo como tema "Os desafios regulatórios e a migração das AMs para a faixa FM". Nele a ABERT apresentou uma proposta para o cálculo do preço da migração para os radiodifusores interessados, assunto que tem causado temor no setor (principalmente após a apresentação de uma metodologia do Minicom que envolveu o custo de uma rádio classe A4 em Anápolis). A ABERT fixou São Paulo como ponto de partida para o cálculo em todo o Brasil.

Na proposta é fixado o valor da migração de uma Radio AM classe A (100kw) para FM classe E1 na cidade de São Paulo. Em resumo, na proposta para a comparação de preço de uma rádio de São Paulo com o resto do Brasil é necessário um indicador macro econômico que reflita o potencial de consumo do Estado onde a rádio está instalada. Neste caso o indicador que reflete a melhor condição é o IPC (Índice de Pontecial de Consumo), um índice de referência nacional.

Considerando o IPC (ponderado com o PIB per capita), é usado o poder de consumo da localidade para definir esse valor por região. A partir disso a proposta calcula os valores por estados conforme as classes de operação, região (interior ou metropolitana), dividido por estado. Como os valores de potencial de consumo em outros estados são inferiores a São Paulo, é possível que em alguns casos deva se fixar um preço mínimo.

Na proposta da ABERT a entidade trabalha com a possibilidade de descontos. As localidades com até 10 mil habitantes terão um desconto adicional de 50%, até 25 mil habitantes o desconto é de 25% e até 50 mil o desconto é de 15%. Para que os preços não fiquem baixos, são estabelecidos preços mínimos. São eles: categoria 1 - R$25.000, categoria 2 - R$30.000, 3 com 50.000, 4 a 100.000, categoria 5 com 150.000, 6 por R$250.000,00, respectivamente. Para a migração em faixa estendida os valores seriam multiplicados por 0,5.

Enquanto isso o Minicom segue precificando o preço da adaptação das AMs. Já a ABERT afirma "que a diferença seja pequena, tenha razoabilidade e fique compatível com a capacidade econômica dos radiodifusores".
 
 

 

Todos os direitos são reservados ao Portal tudoradio.com, conforme a lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita são permitidas, desde que contenham os devidos créditos ao Portal tudoradio.com.

Tags: Rádio, congresso, Abert, Brasília

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com. Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.



...









tudoradio.com © 2004 - 2022 | Todos os direitos reservados
Mais tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.