Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Qual será o papel do rádio nas eleições municipais de 2020?

Enquete

Quinta-Feira, 03 de Setembro de 2020 @ 07:31

O Rádio Hoje | Cresce a confiança de ouvintes no rádio e diminui nas mídias sociais, aponta Engagement Labs

São Paulo - Pesquisa é relacionada ao mercado dos Estados Unidos e mostra um avanço positivo na relação entre o ouvinte e as estações durante a pandemia do novo coronavírus

Publicidade

Uma pesquisa conduzida pela Engagement Labs apontou que a confiança dos ouvintes no rádio cresceu, enquanto as mídias sociais se tornaram menos confiáveis. O estudo foi conduzido a pedido da iHeartMedia, maior grupo de emissoras de rádio dos Estados Unidos e é relacionado ao ano passado. A pesquisa conta com ouvintes de idades entre 18 e 69 anos, com 79% dos entrevistados afirmando que "o rádio é mais ou tão confiável em comparação com um ano atrás, enquanto a mídia social era 50% menos confiável durante o mesmo período".

O estudo da empresa de dados e análises Engagement Labs também apontou que os entrevistados responderam que confiam mais no rádio do que na televisão ou nas redes sociais. Esses dados foram divulgados na abertura da conferência virtual da ANA State Of Audio Today.

Segundo o levantamento, o sentimento de confiança entre os ouvintes de rádio no Facebook, Instagram e Twitter despencou nos últimos meses. Para se ter ideia desse volume de variação negativa, o Facebook caiu 56%, o Instagram 38% e o Twitter 140 %, segundo a Engagement Labs.

Já o rádio, 75% confiam nas emissoras AM/FM, enquanto 66% responderam que também confiam na televisão, 57% em sites e portais de internet, 38% no Twitter e 37% no Facebook.

Segundo o comunicado à imprensa que revelou o estudo, os entrevistados afirmaram que ouvir rádio e seus comunicadores (indicados como personalidades pelos norte-americanos) no ar ajuda a "se sentirem menos isolados e mais conectados à sua comunidade, especialmente com as diretrizes atuais de distanciamento social", revelando uma relação dessa comportamento de confiança com a pandemia do novo coronavírus

"A pandemia tornou mais importante do que nunca para os americanos obter informações em que confiam e encontrar maneiras de se conectar com as pessoas - e essas descobertas mostram que o rádio continua a oferecer uma companhia de confiança muito necessária e procurada durante este período histórico e tempo incerto", disse Gayle Troberman, diretora de marketing da iHeartMedia, em reportagem ao portal Inside Radio.

Troberman afirma também que há uma preocupação das estações no lado social que o rádio desempenha. "Na iHeart, não é apenas importante alcançar nove entre dez americanos, mas continuar a oferecer uma abordagem humanitária à programação em nossas mais de 850 estações em mais de 160 mercados, que fornece aos nossos ouvintes a informação e a experiência de escuta eles desejam e confiam, especialmente durante estes tempos incertos em que vivemos", completa o executivo.

O rádio ajuda em mudanças positivas do humor

A análise feita pela Engagement Labs também apontou que a grande maioria dos entrevistados, que são ouvintes de rádio, indicou que acompanhar as suas estações melhoram o seu humor, ajudando a se sentirem menos isolados e mais conectados com a sua comunidade, algo que também reforça o papel de atuação local do meio.

Outro ponto importante é que mais de três quartos dos entrevistados (77%) confiam nas informações que recebem de seus comunicadores favoritos.

A pesquisa também revelou que "ouvintes intensos de rádio exercem grande poder de propaganda boca a boca para anunciantes, tendo mais conversas sobre a marca e mais influência do que usuários intensivos de internet e telespectadores", releva a reportagem veiculada pelo portal Inside Radio.

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 a 29 de julho, com ouvintes de rádio de 18 a 69 anos dos Estados Unidos. Os resultados também contam com dados do Engagement Labs TotalSocial, em campo de julho de 2019 a julho de 2020.

Veja também:
> Parceria CNN Brasil / Transamérica, crescimento de audiência e investimentos no digital reforçam relevância do rádio
> Com credibilidade e audiência em alta na Europa, rádio é o meio que melhor lida com a crise da covid-19
> Nielsen aponta a liderança do rádio entre as plataformas de áudio. Formato é buscado por quem trabalha remotamente

Com informações da iHeartMedia e do portal Inside Radio

Tags: Mídias sociais, redes sociais, credibilidade, rádio, televisão, pesquisa, levantamento

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.



...







Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2004 - 2020 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.