Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Seja pelo celular, rádio do carro ou receptor tradicional… você já tem algum receptor de rádio com FM estendido (a partir de 76.1 FM)?

Enquete

Quarta-Feira, 22 de Setembro de 2021 @ 10:56

Portal da Amirt destaca como a atuação multiplataforma do rádio pode ajudar no combate às fake news 

Belo Horizonte – Diretor do portal tudoradio.com, Daniel Starck, foi o entrevistado pelo portal da associação mineira e falou sobre o tema

Publicidade

A Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt) entrevistou o diretor do portal tudoradio.com, Daniel Starck, abordando o combate às fake news que é realizado pelas emissoras de rádio que contam com transmissão multiplataforma. Segundo Starck, os veículos que ocupam diferentes plataformas têm mais oportunidades para disseminar a notícia correta. Com isso, é possível unir a velocidade e o alcance do rádio com uma abordagem direta nos ambientes digitais, local que costuma ser de origem das informações falsas. Veja o vídeo da entrevista no final desta matéria.

Na matéria publicada pelo portal da Amirt, Starck ressalta a credibilidade do veículo que é criada por meio da linguagem que a emissora transmite para o ouvinte. Ou seja, o comunicador dialoga com a sua audiência, criando uma espécie de vínculo com o passar do tempo, sendo algo de amizade e confiança no radialista e na emissora. Isso fortalece a atuação da estação e de seus profissionais no combate à informação falsa. E, a partir disso, o uso de várias plataformas pode ampliar o alcance desse trabalho, promovendo diferentes abordagens para prestar serviço 

Para o combate às fake news, o diretor do portal tudoradio.com também explicou que é importante o rádio atual ser multiplataformas para que a interrupção de uma informação incorreta ocorra de forma mais ágil e abrangente.  Com isso, o impacto das notícias falsas pode atingir uma quantidade inferior de pessoas, se a informação correta propagar na mesma velocidade e nos mesmos ambientes em que o fato falso foi colocado (destaque para as mídias sociais).

“O rádio tem desempenhado um papel muito importante. Essa agilidade, aliada com a confiança que ele tem com a população, torna ele um meio oficial para o combate às notícias falsas. E tem mais um detalhe: não só pela transmissão via áudio que é muito efetiva, mas a atuação multiplataforma de emissoras de rádio tem ajudado bastante na luta e no combate contra as informações incorretas”, destaca Starck no site.

Ao portal da Amirt, Daniel Starck ressaltou que o meio é um dos mais confiáveis em praticamente todo o mundo. “Temos que aprimorar formas de entrega de notícias corretas justamente para quebrar as correntes das notícias falsas. Não depende só do rádio essa disseminação de notícias corretas, porque a notícia falsa ocorre principalmente pela internet”, explicou ao site da associação mineira de radiodifusão.

Outro destaque, segundo o entrevistado, é o papel da internet. “Nós temos duas vantagens. Além de estarmos na internet onde a maioria dessas informações incorretas são passadas e viraliza, nós também temos o áudio que está nos dispositivos, como smartphones. Se você tem um portal, trabalha com conteúdo de notícias, fica até mais fácil jogar o link de uma matéria, seja um podcast ou áudio de um programa desmentindo essa informação, para também colocar nas redes e auxiliar nesse combate de notícias incorretas”, disse.

Leia também:
Digital como estratégia para romper as limitações do dial

Starck também orientou as emissoras a criar uma rede de emissoras, com veículos até distintos, para iniciar um trabalho de checagem. “Isso vira tanto uma marca, que as pessoas buscam até pelo nome do programa para rebater uma informação incorreta”, frisou.

O diretor do tudoradio.com sugere ainda colocar esse conteúdo como informação para a audiência da emissora, para que ela saiba que a rádio também é um canal para desmentir notícias falsas e repassar as verdadeiras. “Isso, com certeza, vai ajudar também as emissoras de rádio a manter sua credibilidade alta”, finaliza.


Acompanhe na íntegra a entrevista da Amirt com Daniel Starck (tudoradio.com) sobre a atuação do rádio no combate às fake news

Tags: Rádio, Amirt, entrevista, tudoradio.com, fakenews, radiodifusão, jornalismo

Compartilhe!

Teste
Carlos Massaro

Carlos Massaro atua como radialista, jornalista e é formado em Direito, com pós graduação em Direito Trabalhista e Tributário. Já coordenou artisticamente uma afiliada da Band FM (Promissão/SP) e trabalhou como locutor na afiliada da Band FM em Ourinhos/SP e na Interativa de Avaré/SP. Atua pelo tudoradio.com desde 2009, responsável pela atualização diária da redação do portal.



...









tudoradio.com © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados
Mais tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.