Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Seja pelo celular, rádio do carro ou receptor tradicional… você já tem algum receptor de rádio com FM estendido (a partir de 76.1 FM)?

Enquete

Quinta-Feira, 04 de Novembro de 2021 @ 13:07

Leilão do 5G: Claro, Vivo e TIM arrematam faixa de 3,5 GHz. Winity leva a frequência nacional de 700 MHz

Brasília – Winity II Telecom Ltda, ligada ao Fundo Pátria, venceu nesta quinta-feira (4) a disputa pelo primeiro lote do leilão do 5G

Publicidade

Atualizado às 13h49 - As operadoras Claro, Vivo e TIM arremataram nesta quinta-feira (4) os três lotes na faixa de 3,5 GHz (gigahertz ), considerada a principal do leilão do 5G realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Já o Fundo Pátria, controlador da operadora Winity, arrematou a frequência nacional de 700 MHz, vencendo a disputa pelo primeiro lote do leilão do 5G. Com isso, a operadora passa a ser o mais novo prestador de serviço de telefonia móvel no país. O lote foi arrematado pelo valor de R$ 1.427.872,491,87, ou seja, um ágil de 805%. O leilão do 5G deverá seguir até esta sexta-feira (5). 

A faixa 3,5 Ghz é a mais comum para a tecnologia em todo o planeta, sendo destinada de forma exclusiva para o 5G, com foco no varejo (consumidores finais) e na indústria.

Segundo reportagem do portal G1, no leilão da faixa de 3,5 GHz, os lances vencedores foram: Lote B1 - vencedora Claro - R$ 338 milhões - ágio de 5,18%.  Lote B2 - vencedora Vivo - R$ 420 milhões - ágio de 30,69%. Lote B3 - vencedora TIM - R$ 351 milhões - ágio de 9,22%.

O edital também previa uma oferta de um quarto lote na faixa de 3,5 GHz, com abrangência nacional. Entretanto, não houve lance de acordo com o G1.

Obrigações no 3,5 GHz...

O edital previa uma série de obrigações para os vencedores da faixa 3,5 GHz, como:

- migrar o sinal da TV parabólica para liberar a faixa de 3,5GHz para o 5G, arcando com os custos;

- construir uma rede privativa de comunicação para a administração federal;

- instalar rede de fibra óptica, via fluvial, na região amazônica;

- levar fibra óptica para o interior do país;

- disponibilizar o 5G em todos as capitais até julho de 2022.

Segundo o G1, a faixa 3,5 GHz, incluindo os lotes nacionais e regionais, foi orçada em cerca de R$ 30 bilhões, sendo quase R$ 29 bilhões destinados às obrigações descritas acima. .

A nova operadora

O preço mínimo por esta frequência era de R$ 157,6 milhões, o que significa que o ágio alcançado foi de 805%. A sessão de abertura das propostas de preço para o leilão de 5G da Anatel – que está vendendo as faixas de 700 MHz, 3,5 GHz, 2,3 GHz e 26 GHz, havia sido suspensa, às 10 horas, para a entrevista coletiva do presidente Jair Bolsonaro, que está no prédio da sede da agência. 

A venda do espectro é um dos grandes trunfos do governo para a sua campanha eleitoral do próximo ano, tendo em vista que uma das obrigações do leilão é que o serviço 5G seja oferecido em todas as capitais brasileiras a partir de julho do próximo ano. A Anatel estima a arrecadação de R$ 50 bilhões – entre o preço mínimo (de apenas R$ 3 bilhões) e os investimentos para o atendimento aos compromissos de cobertura. 

Das 15 empresas que disputam o leilão promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), apenas três ofereceram lance para o lote, que permite oferta da telefonia móvel de quinta geração na faixa de 700 MHz. As obrigações de cobertura assumidas pelo grupo são:

Até dezembro de 2023 – conectar 40% das cidades sem 4G e oferecer serviço móvel a 10% das rodovias federais
Até dezembro de 2024 – conectar 70% de localidades com 4G e oferecer serviço móvel em 20% das rodovias federais
Até dezembro de 2025 – conectar 100% das localidades com 4G e 50% das estradas
Até dezembro de 2026 – conectar 70% das estradas
Até dezembro de 2027 – conectar 70% das estradas
Até dezembro de 2029 – conectar 90% das estradas

5G interessa para o rádio e para todos os setores econômicos do país

O 5G é fundamental para a chamada "economia 4.0", revolução tecnológica que poderá acelerar novos hábitos de consumo de mídia em todo o planeta. O rádio, que já experimenta um avanço de seu alcance digital através de várias iniciativas on-line, impulsionadas pela maior oferta de conexão por parte de ouvintes e também de dispositivos disponíveis (como smartphones e smart speakers), é um grande interessado nesse processo.

Veja também:
E-Book de portal dos EUA destaca a importância do streaming para as rádios e dá dicas

Como empresas, o rádio também pode experimentar benefícios operacionais através do avanço da conectividade e novas formas de ganhos, como o crescimento do mercado programático através do áudio digital e o fortalecimento de iniciativas como o rádio híbrido, que combina os pontos fortes da operação via dial (FM/AM) com streaming (e outros dados oferecidos pelas estações).


Arte de smartphone relacionado à conexão 5G / crédito: depositphotos.com

Tags: Rádio, 5G, internet, digital, leilão Brasil, rede, conexão, dados, streaming

Compartilhe!

Teste
Carlos Massaro

Carlos Massaro atua como radialista, jornalista e é formado em Direito, com pós graduação em Direito Trabalhista e Tributário. Já coordenou artisticamente uma afiliada da Band FM (Promissão/SP) e trabalhou como locutor na afiliada da Band FM em Ourinhos/SP e na Interativa de Avaré/SP. Atua pelo tudoradio.com desde 2009, responsável pela atualização diária da redação do portal.



...









tudoradio.com © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados
Mais tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.