Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

As declarações de uma autoridade ou pessoa pública podem incentivar a violência contra meios e profissionais de comunicação?

Enquete

Quarta-Feira, 26 de Dezembro de 2012 @ 11:03

Abratel pede agilidade na migração das AM para a FM estendida

São Paulo – Associação também pede novos testes dos padrões para digitalização do rádio

Publicidade

A Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), entidade composta principalmente por emissoras afiliadas à Record, pediu a agilização da migração das AMs para a futura FM estendida. O governo já afirmou que vai destinar os canais 5 e 6 da TV analógica para a migração das FMs. Os canais são correspondentes à frequência que vai de 76 a 88 MHz.

O pedido foi feito por meio de ofício encaminhado ao ministro Paulo Bernardo. De acordo com a associação, muitas emissoras da faixa AM não têm receita suficiente para financiar a sua operação e dependem inclusive de trabalho voluntário para continuarem funcionando. Segundo a Abratel, a audiência dessas emissoras chega a apenas 4% em Brasília, por exemplo. 
 
No Rio de Janeiro e em São Paulo, a audiência das rádios AM chega a 12%. "Muitos anunciantes já estão se recusando a realizar inserções comerciais nas rádias AM, alegando que a quantidade de ouvintes – em declínio – não justifica o investimento deixando as rádios AM em situação mais preocupante", diz o ofício assinado pelo presidente da entidade, Luiz Claudio Costa. 
 
Para a Abratel deve ser feita a migração dos canais analógicos para a faixa FM estendida e não apenas do sinal digital, como chegou a ser mencionado por representantes do Minicom. Muitos rádios eletrônicos ou celulares poderiam captar os canais 5 e 6 através de uma atualização de software, o que não seria possível se for feita a migração do canal digital. Neste caso, todos os equipamentos devem ser trocados para captar a nova tecnologia. 
 
Fonte da associação explica que seria um contrassenso exigir a migração dos canais digitais, já que a intenção do Minicom é que a digitalização seja facultativa. Segundo a Abratel, apenas cerca de 10% das cidades do Brasil necessitariam da faixa FM estendida para acomadar as rádios AM. Na grande maioria dos munícios há canais vagos na faixa FM. 
 
A associação também pede que sejam feitos novos testes dos padrões de rádio digital HD Radio e DRM. Isso porque, no caso do DRM foi usado um receptor que não tinha a funcionalidade de captar o sinal analógico em caso de perda do digital, o que deixou o padrão em desvantagem já que o receptor do padrão concorrente possuía a funcionalidade. Já em relação ao HD Radio, o pedido é para que sejam feitos testes com a utilização de menos espectro, a exemplo do que estaria sendo realizado nos EUA. 
 
Com informações do Tele Síntese
Tags: Rádio Digital, DRM, Iboc, digitalização, deputados, Brasília

Compartilhe!

Teste
Carlos Massaro

Carlos Massaro atua como radialista e jornalista e é formado em Direito. Já coordenou artisticamente uma afiliada da Band FM (interior de São Paulo) e trabalhou como locutor em outra retransmissora da Band FM e na Interativa de Avaré. Atua pelo tudoradio.com desde 2009, responsável pela atualização diária da redação do portal.



...







Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2004 - 2020 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.