Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Como você, ouvinte de rádio via streaming, classifica esse serviço oferecido pela sua emissora preferida?

Enquete

Quarta-Feira, 12 de Junho de 2013 @ 07:59

Presidente da Aesp afirma que migração das AMs começa no segundo semestre de 2013

São Paulo – Rodrigo Neves confirmou mudanças em entrevista à Clube AM de Araras

Publicidade
O Tudo Rádio publicou na sexta-feira passada que a presidente Dilma Rousseff havia aprovado a migração de cerca de duas mil rádios AMs para a faixa estendida do FM (76 a 87 FM), que será disponibilizada com a digitalização da TV aberta. O presidente das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo (Aesp), Rodrigo Neves, disse que a migração deverá ter início ainda no segundo semestre de 2013 nas regiões metropolitanas das grandes cidades, onde o espectro atual do AM está mais carregado.
 
A declaração do presidente da Aesp foi dada em entrevista ao programa Marcelo Franchozza, da rádio Clube AM 1460 de Araras. De acordo com o Neves, o comitê técnico da Aesp fez uma medição que mostrou que atualmente, mesmo com os canais 5 e 6 da TV aberta sendo ocupados, a frequência vazia está limpa de interferências. “Em São Paulo está limpo canal 6. Em Campinas, Taubaté ou Santos, o canal 5 está limpo”, afirmou o presidente da Aesp.
 
Rodrigo Neves frisou ainda que, de acordo com o Ministério das Comunicações, em apenas duzentos municípios, principalmente nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, o espectro do AM está congestionado e as rádios ocuparão a faixa estendida. Neste caso, a migração deverá ser após 2016, até mesmo pelo fato de não ter rádios com a faixa estendida no Brasil. No restante do país, as emissoras AMs poderão migrar para a atual faixa, que vai de 88 a 108 FM. De acordo com Neves, as rádios que ocuparão a faixa atual poderão fazer a migração já a partir do segundo semestre deste ano, desligando o transmissor AM simultaneamente.
 
Segundo Neves, a digitalização do rádio está em segundo plano, já que a prioridade do Ministério das Comunicações é realocar as rádios AMs para o espectro FM, que é livre de ruídos causados pela energia estática e que a Aesp não defende nenhum padrão de digitalização. “A Aesp não defende nenhum padrão de digitalização. A Aesp defende, neste momento, a migração dos canais 5 e 6 e um rádio mais profissional, mais presente, um rádio com mais respeitabilidade. A discussão do digital fica um pouco mais para frente até porque as tecnologias precisam avançar um pouco mais”, ressaltou Neves.
 
Rodrigo Neves afirmou ainda que o projeto para dar início à realocação das emissoras deverá ser confirmado pela presidente Dilma Rousseff por meio de Medida Provisória. “Acredito que o projeto será por Medida Provisória, já que isso é possível. É um consenso nacional essa migração”, finalizou Rodrigo Neves.
 
O Ministério das Comunicações deve definir os critérios da migração dentro de 60 dias. O anúncio foi feito nesta terça-feira pelo ministro Paulo Bernardo. O presidente da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), Daniel Slavieiro, e o diretor-executivo da Abra (Associação Brasileira de Radiodifusão), Flávio Lara Resende, reconheceram a importância da medida. “A migração é uma questão de sobrevivência para muitas emissoras ligadas ao grupo Bandeirantes”, disse Resende.

A reprodução das notícias e das pautas é autorizada desde que contenha a assinatura 'tudoradio.com'
Tags: Migração AM, radiodifusão, concessão, Ministério das Comunicações, Brasília

Compartilhe!

Teste
Carlos Massaro

Carlos Massaro atua como radialista e jornalista e é formado em Direito. Já coordenou artisticamente uma afiliada da Band FM (interior de São Paulo) e trabalhou como locutor em outra retransmissora da Band FM e na Interativa de Avaré. Atua pelo tudoradio.com desde 2009, responsável pela atualização diária da redação do portal.



...


Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2001 - 2020 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.