Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

O que a sua rádio preferida deve fazer na programação durante a pandemia da covid-19?

Enquete

Sexta-Feira, 12 de Dezembro de 2014 @ 14:47

Tempo Real: Acompanhe a cobertura do "Encontro da Radiodifusão" realizado em São Paulo

São Paulo – Evento teve início às 14 horas no Hotel Renaissance, em São Paulo

Publicidade
A Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo (AESP) promove nesta sexta-feira e sábado o Encontro de Radiodifusão. O evento reúne autoridades políticas e radiodifusores para discussão de assuntos radiofônicos e também para a comemoração dos 80 anos da AESP. A cobertura do Tudo Rádio será por meio desta matéria. Iremos atualizar a cada nova informação que merecer destaque. 
 
TEMPO REAL - Atualizado minuto a minuto. Acompanhe (atualize a página através do seu navegador) - por Daniel Starck:
 
17h51 - Mais uma informação: a AESP fechou um convênio com a ARTESP que vai proporcionar o acesso às câmeras ao vivo das rodovias para as rádios paulistas. O convênio será assinado hoje a noite durante o evento, com a presença do governador Geraldo Alckmin.
 
17h48 - Encerrado o painel  "Encontro com o Mercado". Acompanhe entre hoje e amanhã os principais destaques do evento e a repercussão . Fique conectado com o Tudo Rádio.
 
17h26 - A falta de pesquisa na maioria dos centros brasileiros para mostrar o perfil e/ou a força dos veículos é criticada e destacada no painel pelo público e palestrantes.
 
17h15 - Aberto para perguntas: nessa parte Ugadin destaca que o radio precisa oferecer ao cliente algo a mais além de uma mídia (spot) de 15 ou 30 segundos. Criar projetos especiais para oferecer ao cliente.
 
17h06 - Existe uma sinergia grande entre o radio e as redes sociais. Veja a audiência desses meios: veja aqui 
 
17h05 - Audiência do Rádio versus Audiência da TV Aberta e também a audiência das redes sociais (picos): clique aqui
 
17h00 - Mídia: Ugadin mostra que o crescimento do rádio na publicidade acompanha apenas a inflação, ou seja, não está crescendo. Mesmo sendo importante e com grande penetração entre o público.
 
16h57 - Ugadin destaca a força do rádio em números (atinge toda manhã cerca de 4 milhões de pessoas apenas em São Paulo), porém o meio não sabe a melhor maneira de apresentar essa força para o mercado. É preciso trabalhar melhor esses números, com destaque para a qualificação.
 
16h55 - Alexandre também destaca que o rádio precisa criar modos de aferir o impacto de sua propaganda. Geralmente o público afirma que viu a mídia na internet, mas consome também de outros meios (mas não dá o crédito para esses outros veículos).
 
16h54 - Ugadin destaca que o perfil do profissional de Midia deve mudar o seu perfil. Clique aqui e veja as diferenças do profissional de ontem e o de hoje 
 
16h48 - Alexandre Ugadin inicia uma apresentação sobre a presença publicitária no meio. Destaca o crescimento da internet (redes sociais), a mobilidade, avanço tecnológico (rápido) e como isso interessa a publicidade e os usuários.Um ponto interessante é a troca que existe entre os meios e os usuários, conteúdo que é colaborativo entre o público e o veículo.
 
16h43 - Voltamos! Agora com o painel "Encontro com o Mercado", com Alexandre Ugadin, Acácio Costa e Paulo Machado de Carvalho Neto
 
16h19 - Intervalo. Voltaremos em instantes
 
16h14 - Clique aqui e veja a lista de cidades com problemas de espaços no FM convencional para a migração das AMs no Paraná 
 
16h10 - Importante - A consulta pública no Paraná considerou que mais de 45 cidades obtiveram problemas de realocar as AMs para a faixa FM convencional. Várias cidades do interior e a Grande Curitiba devem migrar para o FM estendido. Mais detalhes a partir da próxima segunda-feira.
 
16h10 - Importante - André informa que as seguintes cidades não tiveram espaços para novos canais no FM convencional: Belém/PA (seis), Bayeux/PB (uma), João Pessoa/PB (quatro), Caruaru/PE (três), Garanhuns/PE (duas), Olinda/PE (uma), Paulista/PE (uma), Recife/PE (cinco), Camaçari/PB (uma), Salvador/BA (seis), Fortaleza/CE (sete) e Maracanaú/CE (duas) - essas cidades devem ir para o FM estendido, porém ainda há uma chance de ir para o FM normal em casos mais simples de espaço no espectro.
 
16h05 - Cintra afirma que a consulta pública para a migração no Paraná sairá na segunda-feira (15), com apenas 31 canais. Motivo: consideração aos demais países do Mercosul, em relação ao espectro. Em breve mais detalhes sobre o tema.
 
16h04 - Cappia passa o microfone para André Cintra (ABERT), que inicia a sua apresentação (também voltada a migração).
 
16h01 - Cappia destaca que a idéia do FM estendido chamou a atenção de setores do México e dos Estados Unidos (NAB) que se interessaram pelos resultados do processo que está em testes no Brasil.
 
15h54 - Cappia destaca que a faixa estendida deu mais de 60% de espectro (em relação aos espaços no dial). O profissional começa a explicar o processo de testes da Jovem Pan em 84.7 (instalação da torre, comportamento do sinal, etc). Saiba mais clicando aqui 
 
15h50 - Cappia inicia a sua apresentação. O profissional vai destacar os testes realizados na faixa estendida através da Jovem Pan AM em 84.7 FM na capital paulista.
 
15h49 - Eduardo Cappia (comite técnico) vai iniciar a sua apresentação. Antes, Cappia novamente tocou no assunto "valores" da migração. Dra. Ávila destaca que não tem como estimar o valor.
 
15h41 - Segue a rodada de perguntas. Encerrada a apresentação da Dra. Patrícia Ávila. O Minicom não sabe explicar sobre os atrasos nos processos de renovação, que é algo que está em processo para ser ajustado. Porém a rádio que realizou o pedido dentro do prazo não precisa se preocupar. O tema veio após uma pergunta de um radiodifusor.
 
15h29 - Aberto para perguntas dos participantes. Dra Ávila responde sobre a falta de documentação para a migração. Serão feitos dois pedidos para alinhar a situação. Ávila explica que não "é problema de documentação" e, sim, de "obrigações" das rádios. É necessária a apresentação de tudo que for solicitado pelo Minicom por parte da rádio.
 
15h24 - Doutora Patricia Ávila espera que o valor da migração (das outorgas) seja de conhecimento das rádios ainda em 2014, mas existe a possibilidade de que isso não ocorra. O Minicom aguarda a aprovação do TCU.
 
15h22 - Ávila espera que a primeira AM ainda migre na gestão do atual ministro (Paulo Bernardo), devido o esforço da atual gestão no processo.
 
15h14 - Importante - OM local será extinto. As AMs que seguirem na faixa na condição de local terão que aumentar potência. Mas o processo é gradual. Quem não aumentar não vai ter sua renovação aceita quando vencer a outorga.
 
15h12 - Importante - Sobre o valor da outorga, Ávila conta que o setor está preocupado sem motivo. A rádio terá o direito de aceitar o valor ou desistir da migração. Caso não tenha interesse, o processo é arquivado e a radio seguirá no AM. Sobre o pagamento, não haverá divisão do valor.
 
15h10 - Migração: Ávila informa que 197 rádios estão aguardando o preço da outorga e 94% dos processos foram analisados até o momento (dos pedidos de migração).
 
14h59 - Ávila destaca a redução do número de processos no Minicom. São 2200 de radio e TV. Há uma força tarefa que analisou todos os processos. São aumentos de potência, pedidos de canais, migração (1.380 processos), entre outros.
 
14h56 - Questões como aumento de potência, equiparação de classes e cobertura são destacados pela doutora, trabalhos do Minicom.
 
14h51 - Ávila chama a atenção para a importância da documentação das emissoras estar em dia. Qualquer erro ou pendência pode impedir ou atrapalhar uma renovação de outorga e também a migração de uma AM para o FM. Foram constatados vários problemas nesse sentido em estados onde a consulta da migração já avançou.
 
14h37 - Dra. Patricia Ávila inicia a sua apresentação e destaca o trabalho do Minicom nos últimos anos. Ações tomadas pela atual gestão em relação a vários aspectos das concessões, como licitações, concorrências, entre outros temas.
 
14h33 - Sobem ao palco os convidados Dra. Patricia Ávila (Minicom), Eduardo Cappia (comitê técnico) e André Cintra. Será iniciado o painel referente à migração das rádios AMs para a faixa FM.
 
14h29 - Rodrigo Neves inicia o congresso que comemora os 80 anos da AESP.  Neves é o atual presidente da AESP e cita a campanha a favor do radio via celular em parceria com outras entidades, encabeçada pela ABERT.
 
14h05 - O evento foi iniciado por volta das 14h00 em São Paulo, reunindo radiodifusores e profissionais de diferentes mercados. Em instantes iremos atualizar essa página com mais informações.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tags: Rádio, Aesp, evento, radiodifusão, São Paulo

Compartilhe!

Teste
Carlos Massaro

Carlos Massaro atua como radialista e jornalista e é formado em Direito. Já coordenou artisticamente uma afiliada da Band FM (interior de São Paulo) e trabalhou como locutor em outra retransmissora da Band FM e na Interativa de Avaré. Atua pelo tudoradio.com desde 2009, responsável pela atualização diária da redação do portal.



...







Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2001 - 2020 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.