Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

O processo de migração AM-FM está avançando e ocupando mais espaços no FM convencional (88.1 FM a 107.9 FM). Isso é…

Enquete

Quinta-Feira, 22 de Março de 2018 @ 07:44

Formato adulto-contemporâneo ganha participação na audiência após reposicionamento de projetos existentes

São Paulo - “Onda adulta” no rádio brasileiro ocorre apenas após reposicionamento artístico de FMs já conhecidas no formato

Publicidade

É fato que o formato adulto-contemporâneo ampliou a sua expressão no rádio brasileiro e também em outros países do mundo. Segundo pesquisa recente realizada nos Estados Unidos, o gênero está entre os preferidos dos ouvintes norte-americanos, registrando os maiores volumes de audiência naquele mercado. No Brasil ele também ganha importância com o envelhecimento da população, porém o avanço na audiência tem sido possível apenas após reposicionamentos realizados por rádios já conhecidas nesse mercado. Acompanhe:

Nesta semana o tudoradio.com destacou o avanço de audiência registrado pela Ouro Verde FM 105.5 em Curitiba, situação constatada após reposicionamentos artístico e de operações (comercial e marketing) realizadas pela emissora em 2017. E o caso não é isolado: várias emissoras fizeram ajustes em seus projetos dentro do perfil adulto-contemporâneo e, aos poucos, já colecionam resultados positivos de audiência, fato que geralmente auxilia a área comercial na sequência do processo.

É o caso da Nova FM 103.7 de Campinas. A emissora adotou uma nova postura artística dentro do formato adulto-contemporâneo, virando uma “segunda bandeira” dentro do projeto da rede NOVABRASIL FM. As mudanças foram iniciadas em 2016 e, desde do ano, a 103.7 FM registrou o seu maior volume de audiência em anos e também a liderança neste formato em Campinas.

Paralelo a isso, a NOVABRASIL FM também contou com uma série de novidades em seu projeto executado a partir de São Paulo, principalmente no plano artístico. O resultado também é positivo: no final de 2017 a 89.7 FM entrou para a seleta lista das “10 FMs de maior volume médio de audiência” na Grande São Paulo e não deixou mais essa condição de destaque.

Redes já estabelecidas como o caso da Antena 1 FM 94.7 de São Paulo também seguem essa tendência: a marca tem ampliado a sua participação em vários mercados onde atua, isso após também realizar ajustes em seu projeto artístico. Atualizações no modo como a rede opera a sua programação musical, inclusão de locuções femininas, novos programas e interação via canais digitais tem auxiliado a rede paulista nesse avanço.

Estabelecidas, mas com novidades

Rádios como Alpha FM 101.7 de São Paulo, JB FM 99.9 do Rio de Janeiro e Globo FM 90.1 de Salvador já são exemplos de rádios no formato adulto-contemporâneo que conquistaram e mantém grandes volumes de audiência. E essa situação não é fixa: os três projetos são estáveis, mas aos poucos também se observa evoluções em suas participações nesses mercados, frutos de atualizações e ajustes diários feitos nesses projetos.

No caso da Alpha FM esse sucesso no volume de audiência começa a ser replicado em outras praças: desde 2016 a marca conta com a Alpha FM 102.1 de Goiânia, estação que rapidamente dominou o mercado adulto-contemporâneo da capital goiana. 

Também é importante lembrar a trajetória relativamente recente da Alvorada FM 94.9 de Belo Horizonte. A estação figura entre os maiores volumes médios de audiência na capital mineira nos últimos quatro anos, após um forte reposicionamento artístico feito em seu projeto em 2011 e, em 2012 já batia os seus próprios recordes de audiência. 

Outro projeto que é relativamente novo, mas que nos últimos anos tem alcançado volumes expressivos de audiência, é a Centro América Easy FM 99.1 de Cuiabá. Além de uma forte presença digital, a estação já figura entre os maiores volumes gerais de audiência daquele mercado (medição do Kantar Ibope Media em 2017).

Públicos

Não é regra que uma emissora do formato adulto-contemporâneo precisa ocupar as primeiras colocações gerais de audiência em um determinado mercado. Essa condição varia conforme a situação de cada praça, seja pela força de outros formatos de rádio ou pela oferta no número de rádios que atuam no formato adulto-contemporâneo. A opção artística de determinada emissora também influencia nesses casos: quanto mais mirar em classes sociais mais “ricas” (como a A), menor vai ser o seu volume de audiência devido ao tamanho dessa fatia da população na sociedade brasileira.

Sem quedas

Os avanços consideráveis de alguns projetos no formato adulto-contemporâneo não resultaram nas quedas dos volumes de audiência das concorrentes. Por exemplo: o avanço nos índices gerais da Alvorada FM não resultou em menores volumes concentramos em suas concorrentes diretas, considerando toda a média histórica dessas estações. O mesmo ocorreu em praças como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Campinas, entre outras. Isso resulta numa maior participação do formato adulto-contemporâneo no total da audiência de rádio FM.

Campeãs na internet

O formato adulto-contemporâneo tem registrado o maior volume médio de audiência no ambiente digital. A afirmação é baseada na medição realizada nos players do tudoradio.com, onde as FMs desse gênero contam com os maiores volumes de acessos durante a faixa de horário comercial (06h-19h). Alpha FM de São Paulo, Antena 1 FM de São Paulo, Ouro Verde FM de Curitiba, Globo FM de Salvador, Nova FM de Campinas, NOVABRASIL FM de São Paulo, Centro América Easy FM estão entre os players com mais usuários ativos dentro do ambiente de rádios ao vivo do tudoradio.com.

Tags: Rádio, audiência, adulto, segmentação, panorama

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é empresario, jornalista e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 17 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como consultor nas áreas artística e digital.



...


Mais tudoradio.com

tudoradio.com © 2001 - 2018 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.