Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Seja pelo celular, rádio do carro ou receptor tradicional… você já tem algum receptor de rádio com FM estendido (a partir de 76.1 FM)?

Enquete

Terça-Feira, 06 de Abril de 2021 @ 07:31

Florianópolis, Baixada Santista, Grande Curitiba, Oeste Paulista e Joinville tem canais de migração AM-FM revelados em consulta pública

Brasília - Grande leva de canais para contribuições técnicas também contam com frequências em Sete Lagoas (MG), Petrópolis (RJ), Presidente Prudente (SP), Aparecida de Goiânia (GO), entre outras

Publicidade

O rádio acompanhou nesta segunda-feira (5) a revelação pública de mais canais que poderão ser utilizados para a migração AM-FM ainda em 2021. Tratam-se de canais em eFM (FM estendido) e também em FM convencional, ou seja, entre 88.1 FM e 107.9 FM. Entre as praças com canais em discussão na consulta pública de número 12 estão Florianópolis (SC), Grande Curitiba (PR), Baixada Santista (SP), Grande Belo Horizonte (MG), Região Serrana (RJ), Florianópolis (SC), entre outras. Ao todo a consulta conta com mais de 700 canais em TV, FM, Radcom, entre outros serviços. Acompanhe:

Com a consulta pública em aberto é possível conhecer os canais propostos em FM convencional para cidades como Florianópolis, Joinville, Londrina, Sete Lagoas, Petrópolis, Guarujá, Criciúma, Teresópolis, Presidente Prudente, entre outras. Os canais em FM convencional são frutos de intensos trabalhos técnicos liderados pelo grupo de estudos formado pela ABERT e entidades estaduais, que colaboram com o trabalho da Anatel e do MCom. A consulta pública de número 12 estará aberta até o dia 14 para contribuições.

Em Florianópolis as frequências em discussão são: 88.3 FM (classe A4 de operação), 90.3 FM (A1), 95.1 FM (A3), 103.3 FM (B2) e 105.5 FM (C). Neste caso, a capital catarinense irá completar todo o seu processo de migração AM-FM em faixa convencional. O mesmo vale para a cidade mais populosa de Santa Catarina, que é Joinville. Lá os dials em consulta são 88.3 FM (classe A4), 90.3 FM (B2), 93.5 FM (C) e 100.7 FM (na classe A4).

A Baixada Santista terá mais um canal em FM convencional: o Guarujá (SP) tem o canal 104.9 FM em discussão, de classe A4. Já a região serrana do Rio de Janeiro, com destaque para Petrópolis, conta com mais duas frequências na consulta: 96.9 FM e 101.7 FM, de classes A4 e C respectivamente. E em Teresópolis as sintonias na consulta são 100.9 FM e 105.7 FM, ambos como classe C.

O Oeste Paulista também foi contemplado com canais em FM convencional: Presidente Prudente poderá ter suas migrantes AM-FM instaladas em 91.7 FM, 98.5 FM, 102.3 FM e 107.1 FM (todos enquadrados como classe A4 de operação). Já Assis, próximo dali, em 89.9 FM e 102.7 FM (ambas como A4).

Já a Grande Curitiba (PR), as migrantes AM-FM originadas em São José dos Pinhais, Colombo, Almirante Tamandaré e Balsa Nova devem ir para FM convencional. A primeira irá para 88.9 FM, sendo de classe A3. Já a emissora de Colombo irá operar em 93.3 FM e será de classe A4, enquanto Almirante Tamandaré poderá ser contemplada com a 104.3 FM (classe A4). E 91.9 FM (classe A4 para Balsa Nova. Curitiba aparece na consulta com mais três canais, todos em estendido.

Em Sete Lagoas (MG), próximo à capital, são mais dois canais em FM convencional propostos na consulta pública, referentes às frequências 91.3 FM e 97.7 FM. Já Vespasiano conta com a frequência 95.3 FM (A4) na consulta. Belo Horizonte aparece na lista, mas com o canal 175, que é de FM estendido (resulta na frequência 82.9 FM, de classe E2), situação semelhante à Nova Lima (com canal em eFM na consulta).

A consulta também conta com um canal em FM convencional em Aparecida de Goiânia (Grande Goiânia), em 102.5 FM (classe A3). Já no Norte do Paraná, Londrina (PR) e Cambé (PR) também contam com mais canais convencionais em discussão: 105.9 FM (classe B1) e 96.3 FM (B2) respectivamente.

Confira aqui para ver a lista completa de canais em FM sugeridas na consulta pública de número 12, com data de 24 de março, mas liberadas nesta segunda-feira (5) para contribuições.

Consulta pública X Ato de publicação da Anatel

A consulta pública serve para as contribuições dos profissionais técnicos, emissoras e demais entes da sociedade sobre os canais propostos. Já o ato, como ocorreu com a efetivação dos canais do Recife e Salvador, já são os resultados finais de outras consultas públicas, o que já possibilita que as emissoras contempladas iniciem os seus respectivos processos de instalação.

Confira logo a seguir as últimas notícias publicadas sobre a migração AM-FM. O processo está na reta final e há a expectativa do setor de contar com as primeiras migrantes AM-FM ativas em eFM a partir de maio.

+ Levantamento: Com mais de 770 FMs originadas da faixa AM, migração deve ser acelerada ainda em 2021

+ Salvador e Recife têm seus primeiros canais em eFM revelados em ato da Anatel sobre a migração AM-FM

+ Ministério planeja utilizar FM estendido a partir de maio. Comitê técnico detalha uso do eFM e faixa convencional

Os dials e a migração AM-FM:
> Confira aqui a lista de AMs que já estão ativas no dial FM, além do número de estações por estado
> Veja e ouça on-line todas as emissoras em FM e AM do Brasil. Acesse os dials tudoradio.com

Colaboração de Luiz Fernando

Tags: Migração AM-FM, canais, consulta pública, dial, frequências, cidade

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.



...









tudoradio.com © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados
Mais tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.