Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Você confia na prestação de serviço e nas informações veiculadas pelo rádio sobre a pandemia da covid-19?

Enquete

Quarta-Feira, 28 de Abril de 2021 @

A briga do rádio é pelo tempo das pessoas

O desafio imposto para o rádio é o mesmo de qualquer outra plataforma. E estar em todos os lugares pode ajudar a "cercar o ouvinte"

Publicidade
É quase um clichê afirmar que nós temos cada vez menos tempo no nosso dia a dia, chegando a conclusão de que as 24 horas disponíveis são insuficientes. Esse grande ativo é o principal desafio do rádio: fazer com que as pessoas passem o maior período possível com sua rádio preferida. Mas apesar de ser uma tarefa aparentemente complicada, o rádio tem algumas vantagens se comparado com outras plataformas e até atividades.

A principal vantagem do rádio é ser áudio. E você provavelmente deve ter lido aqui no tudoradio.com sobre a alta desse formato de mídia. Isso pelo fato dele conseguir ser adaptado a qualquer outra atividade cotidiana que fazemos, como dirigir, fazer um exercício físico, cozinhar, estudar, trabalhar, etc. E quem melhor que o rádio para gerar conteúdos competitivos em áudio, seja através de programas de entretenimento, jornalismo e uma boa grade musical?!?

Essa expertise do rádio, aliada com as vantagens do áudio, talvez expliquem um outro ponto que é fundamental para o nosso meio: alcançamos praticamente toda a população, independente de suas preferências de conteúdo. Por exemplo: recentemente a FM O Dia do Rio fez uma campanha que destaca o número de pessoas atingidas por ela em 30 dias: 2.8 milhões. Impressiona, não? Outro ponto que mostra a força do rádio acontece em São Paulo: 19 estações de rádio em FM atingem mais de 1 milhão de pessoas cada em 30 dias. Ou seja, as pessoas estão no rádio. Todos nós estamos.

Para não ficar apenas em exemplos locais, vale aqui mais duas informações. Segundo a Nielsen, a Lite FM de Nova York atinge mais de 3 milhões de pessoas (cume, dados de março deste ano) na medição referente ao mercado local. Por lá, mais outros dois mercados contabilizam as audiências dessas rádios, ou seja, os números são ainda maiores. A famosa Z100 passa de 2.4 milhões em NY.

Então a transmissão via rádio (FM/AM) nos basta? É aqui que eu volto ao assunto da nossa conversa: o tempo. Quanto mais iniciativas de entrega de conteúdo eu oferecer, seja via ar (FM/AM), streaming, podcasts, portal, aplicativo e interações em redes sociais, mais eu vou ter a possibilidade de "cercar o meu ouvinte". Ou seja, ela terá mais chances de ampliar o tempo que destina para algo gerado por sua rádio favorita.

O público é multiplataforma. Consome vídeos, áudio, interage nas redes... o que pode unir tudo isso é o conteúdo gerado pela rádio. Claro que cada produção deverá respeitar as características da plataforma que irá distribuir o conteúdo, assim como o perfil da rádio e do ouvinte. Se é pra ter uma entrega em vídeo, que seja a melhor experiência possível para o consumidor neste formato. Para o áudio também é preciso pensar nas expectativas diferentes que temos ao consumir algo ao vivo como uma programação linear ou um podcast.

É trabalhoso tudo isso? É. Fácil acertar? Não. Mas é inegável que isso ajuda qualquer estação a participar por mais tempo do dia a dia dos seus ouvintes, prestando assim mais serviços, fazendo companhia e gerando mais frentes de negócios para as estações.

Mas uma coisa é certa... o mais difícil o rádio tem: ter a maior parcela da população concentrada em seu conteúdo todos os meses. E é com essa base que qualquer outra iniciativa de expansão (de atividade e tempo de consumo) seja algo possível para as emissoras.

Quer saber mais sobre o atual momento do rádio? Acesse tudoradio.com/oradiohoje

Tags: rádio, tempo, audiência, multiplataforma, ações, mercado

Compartilhe!

Colunista
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.










tudoradio.com © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.