Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Como você, ouvinte de rádio via streaming, classifica esse serviço oferecido pela sua emissora preferida?

Enquete

Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2013 @ 13:05

Migração: Slaviero lembra do tema “flexibilização da Voz do Brasil” em seu discurso

Brasília – Presidentes da Abert, Abra e da Abratel discursam na abertura do evento que marcou a migração das Ams para o dial FM

Publicidade
Hoje o rádio brasileiro acompanhou um momento histórico para a sua operação. Foi assinado pela Presidente da República Dilma Rousseff o decreto que autoriza a migração das emissoras que atuam na faixa AM para a operação em FM convencional ou estendido (clique aqui e entenda mais sobre o assunto). Durante a cerimônia que marcou esse ato, os presidentes da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), da Abra (Associação Brasileira de Radiodifusores) e da Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão) também discursaram no evento. Daniel Slaviero, presidente da Abert, destacou em seu discurso outro tema polêmico do setor: a flexibilização do horário de transmissão da Voz do Brasil.
 
Slaviero abriu os discursos durante o evento realizado no final da manhã de hoje em Brasília, destacando a importância da migração das rádios que atuam na faixa AM para operarem no FM convencional ou estendido. “Os principais beneficiários serão as rádios médias e pequenas, empresas optantes pelo Simples Nacional. 79% das rádios AMs faturam até R$ 50 mil e sabemos que tem importância para suas regiões.”, informa Slavieiro. Porém, Slaviero também tratou de outro tema delicado para o setor, lembrando da importância de se discutir e votar um projeto que permita a flexibilização do horário de transmissão da Voz do Brasil, programa que tem transmissão obrigatória na faixa das 19h00.
 
Novamente sobre a migração, Slaviero afirmou que a qualidade do áudio e a presença de ruídos foi fator fundamental no declínio do AM. Segundo o presidente da Abert, a saída para o AM seria a digitalização, porém testes comprovaram que essa não seria a melhor saída, apontando que a migração passou a ser a decisão mais sensata para o prolongamento da vida útil das emissoras que hoje atuam na faixa AM. João Carlos Saad, diretor da Abra, também destacou outro ponto importante para o país: boa parte dos equipamentos que serão adquiridos pelas emissoras que optarem pela migração serão de procedência nacional, fator que também influenciará positivamente na indústria brasileira.
 
Ainda hoje o Tudo Rádio abordará outros destaques que envolveram o evento de hoje, marcando o início do processo de migração das AMs para a faixa FM. Clique aqui e acompanhe a cobertura completa realizada pela equipe do Tudo Rádio.
Tags: Migração, rádio, assinatura, decreto, Brasília

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é empresario, jornalista e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 17 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como consultor nas áreas artística e digital.



...


Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2001 - 2020 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.