Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Qual o tipo de conteúdo que você prefere consumir no rádio?

Enquete

Quinta-Feira, 07 de Novembro de 2019 @ 07:32

Panorama: Em fase de transição de formato, Transamérica conta com 22 FMs ligadas à sua rede liderada pela 100.1 FM de São Paulo

São Paulo - Além da reintegração da FM de Belo Horizonte, nove afiliadas já optaram por alterar seus formatos populares para o jovem/adulto-contemporâneo

Publicidade

Neste segundo semestre de 2019 o mercado de rádio está acompanhando toda a movimentação motivada pela mudança de formato da rede liderada pela Transamérica FM 100.1 de São Paulo. Em julho deste ano, a rede informou que irá unificar suas duas redes (Pop, portadora de formato jovem/pop e a Hits, esta popular/hits), que resultará numa única rede de formato jovem/adulto-contemporâneo. De lá pra cá, a rede que está presente na sintonia 100.1 FM da capital paulista, teve um acréscimo de dez FMs em sua lista de emissoras.

O fato chama a atenção por vários motivos, mas dois deles estão em destaque: hoje, com 22 emissoras, a rede que é originada nos 100.1 FM de São Paulo está em seu maior número de emissoras desde o início dos anos 2000, neste formato proposto quando a rede popular Hits foi criada. Na época houve uma migração de algumas praças para a nova portadora e outras afiliadas optaram por outros projetos.

Nos últimos anos a rede que é executada na emissora de São Paulo permaneceu estável com suas emissoras próprias em várias capitais estaduais e algumas afiliadas no interior do país. Antes da transição atual, a portadora Pop estava em seis FMs próprias e nas afiliadas de Vitória (ES), Balneário Camboriú (SC), Montes Claros (MG), Foz do Iguaçu (PR), São Mateus (ES) e Caçador (SC).

Após o início do processo atual de unificação das redes, a Transamérica de formato jovem/adulto-contemporâneo (que remete ao projeto executado pela marca nos anos 90) passou a contar com o mercado de Belo Horizonte (Transamérica FM 88.7, emissora própria), além de praças importantes de porte médio-grande como Governador Valadares (MG), Araranguá / Criciúma (SC), Guarapari (ES), Linhares (ES), Mococa (SP), entre outras.

Em dezembro a Transamérica deverá concluir a unificação de suas redes. 

Veja também:
> Transamérica já opera em seu novo formato jovem/adulto-contemporâneo na Zona da Mata mineira
> Transamérica migrará para formato jovem/adulto no extremo Sul de Santa Catarina
> Afiliadas da Transamérica no Espírito Santo já operam no novo formato da rede
> Afiliadas da Transamérica em Governador Valadares e na região de Itapetininga antecipam mudança de formato

Expansão do formato jovem/adulto-contemporâneo

O formato jovem/adulto-contemporâneo foi definido pela própria Transamérica em seu comunicado de unificação, porém ele é uma variação em curso em várias rádios de formato jovem no Brasil e principalmente em outros países, como nos Estados Unidos. Conta com diferentes nomes e variações, sendo que a Transamérica optou por uma linha que se aproxima daquela que era executada pela antiga Portadora 1 da rede na década de 90, com um pé no pop/rock (e o gênero atual alternativo/rock).

Essa mudança no formato de programação também é um reposicionamento da rede perante o mercado publicitário. "Nós entendemos que o novo perfil da Transamérica terá foco de negócios. Este público a ser perseguido pelos novos conteúdos é formador de opinião e tem alto poder de consumo em função de uma maior maturidade financeira", explica Fabio Faria, diretor executivo da Rede Transamérica.

O reposicionamento da Transamérica fez com que aumentasse a variação de formatos musicais no rádio de diferentes mercados, inclusive em capitais onde a rede já atuava. A expectativa é de aumento de share a partir de 2020 nessas praças que contam com medição regular de audiência, fato que, por si só, já compensaria a eventual diminuição da rede com o encerramento da portadora Hits.

Essa alteração pode trazer mais ouvintes ao universo FM nas principais praças, isso somado à outras movimentações que ocorrem no mercado brasileiro. Também chama a atenção uma maior variedade de formatos em praças do interior, também impulsionadas pela expansão de rádios adulto-contemporâneo.

Novo projeto:
> Transamérica já conta com Marcos Braga e Alexandre Medeiros no ar. Rede anuncia mais nomes
> Transamérica terá programete jornalístico em sua grade de programação

Para se ter uma ideia sobre o playlist do novo formato da Transamérica, ele conta com nomes como Skank, Jota Quest, Capital Inicial, O Rappa, Vitor Kley, entre outros. No internacional, vai de hits de nomes como Aerosmith, Red Hot Chilli Peppers, Foo Fighters, Pearl Jam, Amy Winehouse, Depeche Mode, até nomes como Foster The People, Cage The Elephant, Portugal. The Man, X Ambassadors, Panic! at the Disco, Alice Merton, entre outros.

O Pop internacional também é contemplado, passando por hits atuais e outros da década de 90 e anos 2000, desde que casem com a nova linha de programação.

Formato popular não recua do dial

Há uma reorganização de vários dials em FM no interior do país, seja pelas emissoras e grupos que optaram por adotar o novo formato da Transamérica, ou por aquelas FMs que estão seguindo para outras bandeiras.

As afiliadas da portadora Hits que identificaram a necessidade de continuarem no formato popular/hits estão migrando para projetos locais ou de outras marcas nacionais. Isso ocorre por identificarem que o gênero popular tem espaço em suas praças ou por já terem uma condição consolidada nesse quesito.

Já onde a Transamérica mudou de formato até o presente momento, a oferta de FMs no formato popular/hits é expressiva nesses dials. 

Recomendamos:
> Panorama: Redes e novas FMs locais movimentam o mercado de rádio neste mês de novembro

Clique aqui e confira a lista atual de FMs ligadas ao novo formato da Transamérica.

Veja também a lista completa de FMs captadas em todo o país. Clique aqui.


A reprodução das notícias e das pautas é autorizada desde que contenha a assinatura 'tudoradio.com'
Tags: Rádio, Transamérica, rede, expansão, São Paulo

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é empresario, jornalista e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 17 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como consultor nas áreas artística e digital.



...


Mais tudoradio.com



tudoradio.com © 2001 - 2019 | Todos os direitos reservados
Marcas que pertencem ao tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.