Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Seja pelo celular, rádio do carro ou receptor tradicional… você já tem algum receptor de rádio com FM estendido (a partir de 76.1 FM)?

Enquete

Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020 @ 07:31

O Rádio Hoje | Rádio AM/FM domina o volume de publicidade em áudio nos Estados Unidos. Números rebatem percepção de agências

São Paulo - Suporte de anúncios em áudio no rádio é sete vezes maior do que em serviços de streaming on-demand. Covid-19 não alterou esse domínio

Publicidade

A Edison Research liberou mais um relatório do abrangente estudo Share of Ear, que mapeia o consumo de áudio nos Estados Unidos no período pós-pandêmico do novo coronavírus. Segundo o estudo, a covid-19 não prejudicou a participação dominante do rádio AM/FM no volume de anúncios em áudio, seguindo bem a frente de plataformas de streaming on-demand. O meio representou 76% de todo o tempo de áudio com anúncios nos Estados Unidos, contrariando a percepção das agências de publicidade, que costumam colocar serviços como o do Spotify numa situação superior à que foi mostrada pela Edison Research. Acompanhe:

Com a pandemia, a participação do rádio no consumo de áudio que conta com anúncios oscilou de 78% (segundo trimestre de 2019) para 76% no mesmo período, em 2020 (já com a influência da crise gerada pela covid-19). Esse volume é sete vezes superior ao consumo de áudio suportado em serviços de streaming, este que conta com o Pandora como a principal plataforma do gênero nos Estados Unidos.

Segundo o Share of Ear, a participação do Pandora em áudio com anúncios é de 8% no mercado dos Estados Unidos, enquanto o Spotify alcança 4%, valores de 2020 que ficaram inalterados na comparação com o mesmo período em 2019. Quem ampliou a sua participação nesse bolo foi o podcast, que variou de 7% no ano anterior para 9%. O SiriusXM também evoluiu (canais de áudio via-satélite), indo de 3% para 4%.

Números revelam realidade diferente da expectativa das agências

Segundo o portal Inside Radio, as agências de publicidade da Av. Madison (endereço famoso de Nova York por sediar grande parte dessas empresas) não enxergam o mercado da mesma forma que os números mostram. "Quando, em julho de 2020, foram solicitados a 300 tomadores de decisões de mídia na Estimativa do anunciante para estimar a participação do público no rádio AM / FM, Pandora e Spotify, marcas e agências perceberam que o tamanho do público do rádio AM / FM era na verdade menor que o Pandora e o Spotify juntos 35% vs. 42%). A percepção do anunciante rastreia as opiniões do anunciante e da agência", destaca a reportagem do portal norte-americano.

"Na realidade, o rádio AM / FM é sete vezes maior que o Pandora e o Spotify com suporte de anúncios combinados (43% vs. 6%)", afirma Brittany Faison, gerente de insights da Cumulus Media e Westwood One. "As agências e anunciantes superestimam a participação do público do Spotify em doze vezes (24% vs. 2%) e Pandora em quase cinco vezes (18% vs 4%). Enquanto isso, subestimam a participação do rádio AM / FM em 19% (35% vs 43%)", destaca Faison.


Participação de cada plataforma de mídia em áudios com anúncios

Consumo do streaming de áudio on-demand avança. E quem está perdendo é a "mídia física"

É comum que pesquisas apontem as plataformas de streaming como complementares na jornada diária de consumo de mídia do público. E o levantamento da Edison Research reforça essa percepção, ao mostrar que o consumo de áudio on-demand aumenta, mas não substitui mídias como o rádio AM/FM. Na verdade, esse formato está substituindo a propriedade de música por parte do público, como CDs, MP3/iTunes, entre outros.

Sobre o tempo de áudio gasto entre serviços de streaming como Spotify e Pandora e músicas próprias, como CDs e iTunes, os dados de Edison mostram que o streaming capturou 64% do bolo entre as pessoas com mais de 18 anos no segundo trimestre de 2020 (Estados Unidos), contra 51% no Q2 2017. O Inside Rádio afirma que, enquanto isso, a música de propriedade seguiu uma trajetória oposta, passando de 49% em 2017 para 36% em 2020.

"Com o tempo, o streaming de áudio diminuiu no tempo em que os americanos gastam com suas próprias músicas (…) muitos americanos deixaram de possuir entretenimento para alugá-lo", observa Brittany Faison.

Veja também:
> Com credibilidade e audiência em alta na Europa, rádio é o meio que melhor lida com a crise da covid-19
> Em guerra, gigantes do streaming de vídeo usam o rádio para ampliar suas bases de assinantes
> Nielsen aponta que australianos ampliaram em 18% o tempo que estão conectados à sites de rádios

O podcast avança em consumo e publicidade

Quem de fato avança (e chama atenção de plataformas como o Spotify, Pandora e até mesmo o rádio), é o podcast. A participação desse formato de mídia em anúncios distribuídos via áudio foi de 4% em 2016 para 11% em 2020, isso no segundo trimestre dos anos analisados pela Edison Research.

Pensando nisso, empresas de rádio como iHeartMedia e Entercom, investem pesado na divulgação e produção de conteúdos na área de podcasts. Tanto que a plataforma iHeartRadio, que conta com um imenso inventário de podcasts, está entre os maiores anunciantes do rádio norte-americano.

Os dados da Edison Research foram publicados pela Westwood One e depois repercutiram no mercado norte-americano.

Recomendamos:
> Relatório do IAB estima receitas de publicidade voltadas ao podcast em quase US$ 1 bi em 2020
> Veja aqui mais notícias sobre o atual momento do rádio em diferentes países
> Confira também as principais tendências para o setor de rádio e tecnologia

Com informações da Edison Research, Inside Radio e Westwood One

Tags: Anúncio, publicidade, áudio, rádio, Estados Unidos, levantamento, digital, streaming

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.



...









tudoradio.com © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados
Mais tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.