Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Você confia na prestação de serviço e nas informações veiculadas pelo rádio sobre a pandemia da covid-19?

Enquete

Terça-Feira, 20 de Julho de 2021 @ 07:46

Tendências | 2021 já conta com mais podcasts novos do que todo o ano de 2019

São Paulo - Brasil é indicado como o segundo país em produção de podcasts em 2021, segundo levantamento do Listen Notes

Publicidade

Como já era esperado, a produção de podcasts está em ritmo acelerado, aquecendo ainda mais o áudio digital em todo o planeta. E para se ter uma ideia da expansão, o ano de 2021 já contou com mais podcasts novos produzidos e lançados do que todo o volume registrado em 2019. E o Brasil tem um destaque importante nessa produção: o país já é o segundo no ranking de origem dos podcasts. O Estados Unidos lidera a lista, mercado este que conta com os grupos de rádios como grandes produtores e distribuidores desse formato de áudio.

O levantamento é feito pela plataforma Listen Notes, esta que é um buscador global de podcasts. O relatório aponta que, até julho deste ano, mais de 513 mil novos podcasts foram criados em 2021. Para se ter uma ideia desse volume, o ano de 2019 (pré-pandemia do novo coronavírus) contou com 335 mil novos podcasts criados em todo o planeta. 

Há uma ressalva sobre 2020, ano impactado pelo início da pandemia do novo coronavírus e período onde essa fase foi mais aguda em países como Estados Unidos e também no continente europeu. Segundo o Listen Notes, foram criados um pouco mais de 1 milhão de novos podcasts no ano passado. 


Volume de novos podcasts criados por ano / Listen Notes

Novamente sobre 2021, o Listen Notes aponta que este ano já está alcançando 2018 em número de episódios: 16 milhões em comparação com 18 milhões. E o universo total (podverso) desse formato de áudio é de 2.5 milhões de programas e 190 milhões de episódios.

E o Brasil é o segundo país no ranking de criação e veiculação de podcasts, estando a frente de Indonésia, Alemanha, França, Espanha, Reino Unido, Índia, Itália, México, Japão, entre outros. O universo brasileiro de podcasts só fica atrás dos Estados Unidos, este que é de longe a origem da maioria dos podcasts produzidos (e que conta com grandes grupos de rádio, como a iHeartMedia e a Audacy, impulsionando essa produção.

Veja também:
E-Book de portal dos EUA destaca a importância do streaming para as rádios e dá dicas

Já sobre o idioma presente nessas produções, o inglês lidera, seguido pelo espanhol (muito forte também no mercado dos Estados Unidos e pelo tamanho da América Latina). O português, impulsionado principalmente pela posição de destaque do Brasil, aparece em terceiro no levantamento.

Todo esse cenário de expansão dos podcasts é mais um reforço de como o áudio cresce em importância para os consumidores, produtores e para as marcas anunciantes. O levantamento IAB / PwC prevê que o limite de US$ 1 bilhão em publicidade será ultrapassado este ano e deverá chegar a US$ 2 bilhões em 2023.


Volume de produções por idioma e por país / Listen Notes

Recomendamos:
Veja aqui mais notícias sobre o atual momento do rádio em diferentes países
Confira também as principais tendências para o setor de rádio e tecnologia

Com informações do Listen Notes e do RAIN News

Tags: podcast, tendências, rádio, audio, tecnologia, oportunidade, plataforma, digital

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com (veiculo que atua há mais de 19 anos voltado aos interesses do rádio brasileiro e de seus ouvintes). Formado em Comunicação Social / Jornalismo pela PUCPR, Daniel também já teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Também atua como palestrante e consultor nas áreas artística e digital.












tudoradio.com © 2004 - 2021 | Todos os direitos reservados
Mais tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.