Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Quão importante é para uma estação de rádio FM ter o serviço de RDS ativo, que exibe o nome da estação e outras informações sobre a rádio?

Enquete

Terça-Feira, 15 de Agosto de 2023 @ 06:59

O Rádio Hoje | Rádio FM/AM: A preferência dominante em áudio entre os norte-americanos

São Paulo - Edison Research confirma novamente liderança do rádio entre todos os formatos de áudio disponíveis nos Estados Unidos

Publicidade

Se você analisar todas as fontes de áudio possíveis, ou seja, o consumo da população nos mais diversos formatos dessa modalidade de entrega de conteúdo, perceberá que o Rádio FM/AM detém a maior parcela, com uma boa vantagem em relação a todas as demais plataformas, sejam elas digitais ou não. Esta afirmação, positiva para o meio, é baseada em um recorte recente do Share of Ear da Edison Research, que mapeia o consumo de áudio nos Estados Unidos. Na extensa lista analisada, estão plataformas digitais como Spotify e YouTube, bem como o serviço de rádio via satélite, CDs e até vinis.

De acordo com a Edison Research, 36% do total do consumo de áudio nos Estados Unidos é para o Rádio AM/FM, tornando o veículo na principal fonte desse formato de mídia para a população local, tendência esta que tem sido mantida nos últimos anos, conforme já repercutido pelo tudoradio.com. E o número é expressivo, já que o valor representa a divisão entre os mais variados formatos, o que inclui até "vídeos musicais", podcasts e a "propriedade da música", ou seja, MP3, CDs, entre outros.

+ Rádio segue como a mídia de massa de maior alcance nos Estados Unidos

Segundo o levantamento, música por streaming, incluindo Spotify, Pandora, Apple Music, Amazon Music e serviços semelhantes, ficou em segundo lugar com 18%. O YouTube para Música/Vídeos Musicais foi o terceiro com 14%, seguido por podcasts, que representam 10% de todas as audições. É válido destacar os podcasts: esse formato tem apresentado crescimento e avançou 1% em relação à pesquisa anterior, atingindo seu maior percentual histórico.

O levantamento Share of Ear ainda aponta o SiriusXM (8%), que é o serviço de rádio via satélite disponível nos EUA, e a música própria ou propriedade de áudio (ouvir CDs, vinis, arquivos digitais próprios como MP3, etc.), que decresceu dois pontos percentuais, chegando a 7%. Os audiobooks ganharam um ponto percentual, representando 3% das audições, empatando com os canais de música da TV.

De acordo com a imprensa especializada em mídia dos EUA, os dados do Share Of Ear derivam de um registro detalhado de um dia, administrado online ou por correspondência após uma pesquisa telefônica. Os dados têm sido atualizados continuamente desde 2014. Há a intenção de consolidar análises referentes a dez anos de mapeamento, o que pode auxiliar na identificação de tendências ou constâncias nos padrões de consumo.

“O áudio mudou dramaticamente nos últimos dez anos e nós registramos essas mudanças ao longo do caminho”, afirmou a Edison Research em seu último boletim semanal de insights. “Em 2014, quando começamos, pouco mais da metade dos americanos tinha um smartphone. Hoje, bem mais de 90% possuem. Quando iniciamos, muito mais pessoas possuíam ‘aparelhos de rádio’ em suas casas ou em seus locais de trabalho e, claro, ninguém tinha sequer ouvido falar de um alto-falante inteligente", diz o comunicado.


Infográfico da Edison Research com a divisão de consumo entre todos os formatos de áudio

Veja também:
> Publicidade em áudio gera maior atenção, segundo Dentsu; Rádio se destaca
> Formatos de interesse do rádio continuam em alta ou crescendo em consumo
> A falha na percepção do consumo de mídia: como o rádio é subestimado pela publicidade

Qual a razão de olhar para lá fora?

O tudoradio.com costuma observar esses pontos de curiosidade dos números do rádio internacional para mapear possíveis mudanças de hábitos e a manutenção do consumo de rádio em diferentes países. Assim como ocorreu no ano anterior, periodicamente a redação do portal irá monitorar o desempenho do rádio nos principais mercados do mundo e, é claro, fazendo sempre uma comparação com a situação brasileira. E, como de costume, repercutindo também qualquer número confiável sobre o consumo de rádio no Brasil.

Recomendamos:
> Veja aqui mais notícias sobre o atual momento do rádio em diferentes países
> Confira também as principais tendências para o setor de rádio e tecnologia 

Com informações da Edison Research e do portal Inside Radio

Tags: Rádio FM/AM, Consumo de Áudio, Liderança em Audiência, Tendências Sonoras EUA, Preferência Americana, Pesquisa Edison Research

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com. Com 20 anos no ar, trata-se do maior portal brasileiro dedicado à radiodifusão. Formado em Comunicação Social pela PUC-PR. Teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Atua como consultor e palestrante nas áreas artística e digital de rádio, tendo participado de eventos promovidos por associações de referência para o setor, como AESP, ACAERT, AERP e AMIRT. Também possui conhecimento na área de tecnologia, com ênfase em aplicativos, mídia programática, novos devices, sites e streaming.



...









tudoradio.com © 2004 - 2023 | Todos os direitos reservados
Mais tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.