Rádios online / Emissoras ao vivo

Dials / Guia de Rádios

Procurar notícias de rádio

Canais.

Canais.

Canais.

Enquete

Ao buscar por uma rádio, que tipo de conteúdo você procura?

Enquete

Quinta-Feira, 04 de Agosto de 2022 @ 07:29

Em enquete, 61% dos participantes consideram de boa qualidade o áudio digital das rádios brasileiras

São Paulo - Aprovação é relacionada a qualidade do som disponibilizado pelas estações via streaming. Mas existem desafios, como a estabilidade do serviço

Publicidade

Com frequência o tudoradio.com pergunta aos seus visitantes sobre como eles estão avaliando a experiência de ouvir rádio via internet. A ideia é ter uma fotografia do cenário atual do áudio digital brasileiro, para orientar a atuação do próprio portal (redação, investimentos em plataformas, entre outras frentes) e também das estações AM/FM. E segundo 61% dos participantes de uma enquete realizada pelo portal a qualidade do áudio disponibilizado na internet pelas rádios brasileiras é boa, mas são observados alguns desafios, como instabilidades de conexão e a falta de cuidado com a experiência do ouvinte por parte de algumas estações. Acompanhe:

Entre os participantes, 19% consideram que tudo está bom, ou seja, estão satisfeitos com a qualidade do áudio recebido e com a estabilidade da conexão. Já para 23% a maioria das emissoras brasileiras contam com uma boa qualidade de som, mas consideram que algumas estações ainda precisam aprimorar o serviço oferecido.

Para outros 19% o áudio tem um som legal, mas a estabilidade da conexão do streaming ainda é um problema. E 23% percebem uma situação oposta: o áudio online é estável, mas a qualidade de som do streaming das emissoras precisa melhorar.

Por fim, 17% dos participantes já são mais pessimistas com o cenário atual sobre o streaming de rádio. Para eles o serviço não está bom, faltando melhorar a qualidade de áudio e deixar a conexão mais estável.

De qualquer maneira é possível ver um avanço desse cenário, seja a melhora da experiência de se ouvir rádio via internet, como também o avanço no consumo desse tipo de mídia e o aprimoramento das plataformas que entregam esse serviço.

Vale ressaltar que a enquete não conta com processo científico de avaliação, sendo apenas uma forma de saber como foi o comportamento dos visitantes do portal perante o tema proposto. O questionamento esteve em vigência entre a primeira quinzena de maio e o início de agosto. E o número total de participações foi de 837.

Análise: O que o rádio pode fazer?

Tem alguns pontos básicos desse cenário que estão nas mãos de uma emissora de rádio na hora de disponibilizar a sua programação via internet. É preciso procurar um equilíbrio entre uma boa qualidade de som e estabilidade de conexão, pensando que há sim uma concorrência com outros formatos de áudio digital e que os dispositivos estão cada vez mais apurados quando o assunto é som (basta observar o crescimento da oferta de caixas de som inteligentes e fones de ouvidos sem fio). 

Ajuda muito a rádio procurar uma empresa de streaming que tenha experiência na área, seja na parte técnica como também no trato do áudio, pensando que a equalização do streaming geralmente é diferente do trabalho feito em AM/FM. Porém a estabilidade de conexão também passa pela estrutura interna da rádio, que precisa ter boa captação do áudio da estação e uma internet estável para enviar o sinal digital para a empresa de streaming.

Outro ponto é a facilidade de distribuição desse serviço: a emissora precisa ter um site/portal e aplicativos próprios acessíveis, de fácil acesso ao usuário. Precisa ser algo intuitivo e simples para o ouvinte, assim como não existe segredo para alguém sintonizar uma rádio AM/FM no dial. O uso de agregadores atualizados, como o tudoradio.com, também facilita essa distribuição de conteúdo, encurtando o caminho que um internauta chegará até a sua emissora preferida.

Esses pontos básicos precisam ser considerados, já que estão mais sob o domínio da emissora. Pois outros pontos ainda vão interferir no processo de entrega deste serviço, como a qualidade de internet do ouvinte (passível de problemas de cobertura na rede móvel, falta de dados devido à custos, gargalos de conexão e estrutura na banda larga, entre outros pontos). Em implantação no Brasil, a expectativa é de que o 5G resolva boa parte dessa equação.

Em resumo, qualquer dispositivo eletrônico pode ser um rádio e pouco importa para ele se é digital ou offline, desde que seja fácil o acesso até o áudio e que a experiência seja positiva.

Próxima enquete: Ao buscar por uma rádio, que tipo de conteúdo você procura?

Música? Jornalismo? Entretenimento? Transmissões esportivas? A nova enquete do tudoradio.com quer atualizar esse panorama com o auxílio de seus visitantes.

Para participar basta acessar tudoradio.com/enquetes ou responder no menu do portal, localizado na lateral esquerda para quem acessa via desktop e tablets.

Outras enquetes recentes:
> Em enquete, 71% afirmam que a propaganda partidária no rádio não ajuda na decisão do voto
> Em enquete, 59% dos participantes relataram ter um receptor com FM estendido (eFM)
> Em enquete, 84% dos participantes consideram o rádio uma fonte confiável sobre a covid-19
> Em enquete, ouvintes acreditam que formatos musicais foram beneficiados em audiência em 2020
> Segundo enquete, a maioria dos eletrônicos adquiridos no final de 2020 tinha acesso ao conteúdo de rádio 
> Em enquete, ouvintes afirmam que é preciso ter responsabilidade com declarações públicas para evitar violência
> Ouvintes preferem equilíbrio entre o conteúdo original da rádio e informações sobre o novo coronavírus 
> Em período de alta no consumo, qualidade do streaming das rádios é aprovada por ligeira maioria em enquete do tudoradio.com
> Em enquete, formatos adultos lideram nas previsões de expansão no rádio brasileiro em 2020
> Em enquete, música é o conteúdo de rádio preferido para 68% dos participantes

Todos os direitos são reservados ao Portal tudoradio.com, conforme a lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita são permitidas, desde que contenham os devidos créditos ao Portal tudoradio.com.

Tags: Enquete, tudoradio.com, streaming, áudio digital, rádio, rádios, emissoras

Compartilhe!

Teste
Daniel Starck

Daniel Starck é jornalista, empresário e proprietário do tudoradio.com. Com 20 anos no ar, trata-se do maior portal brasileiro dedicado à radiodifusão. Formado em Comunicação Social pela PUC-PR. Teve passagens por rádios como CBN, Rádio Clube e Rádio Paraná. Atua como consultor e palestrante nas áreas artística e digital de rádio, tendo participado de eventos promovidos por associações de referência para o setor, como AESP, ACAERT, AERP e AMIRT. Também possui conhecimento na área de tecnologia, com ênfase em aplicativos, mídia programática, novos devices, sites e streaming.



...









tudoradio.com © 2004 - 2022 | Todos os direitos reservados
Mais tudoradio.com:
Empresas parceiras do tudoradio.com:
tudoradio.com - O site de rádios do Brasil
Tel. Comercial: (41) 4062.0035 | (11) 4062.0058 / (09h às 12h e das 14h às 17h - seg. a sexta)
Entre em contato com o portal clicando aqui.